MDB apoia Pivetta; Emanuel quer liberação e sigla segue rachada

O MDB decidiu que apoiará a candidatura do vice-governador Otaviano Pivetta (PDT) na eleição suplementar ao Senado. A decisão será oficializada na convenção da sigla, marcada para as 17 horas da próxima terça-feira (10).

Apesar da definição, ao que parece a sigla deve caminhar rachada, já que alguns membros do partido pediram uma espécie de “carta branca” para caminhar com outros candidatos.

Entre eles, o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, que pretende apoiar a candidatura de Julio Campos (DEM).

Conforme apurou a reportagem, a justificativa de alguns emedebistas que pleiteiam a liberação passa pelo fato de o partido não lançar candidato nessa disputa, tampouco ter a previsão de ocupar a suplência em alguma chapa.

Desta forma, segundo eles, seria mais prudente que cada Município – especialmente aqueles que já têm um prefeito do MDB ou a intenção de lançar candidatura própria em outubro – apoie um nome que guarde maior relação com o quadro eleitoral local.

No Nortão do Estado, por exemplo, nomes do MDB teriam maior proximidade com Carlos Fávaro (PSD) e Neurilan Fraga (PL), que também pleiteam a vaga no Senado.

Essa eventual liberação deve ser definida em uma nova reunião do MDB, que deve ocorrer na manhã desta terça.

Por CAMILA RIBEIRO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *