Sem categoria

Pornhub busca novo público e vai lançar primeiro filme não-adulto

Publicado

na

Um dos gigantes da pornografia mundial, o site norte-americano Pornhub está perto de lançar seu primeiro filme não-adulto. Amanhã, a plataforma vai divulgar “Shakedown”, documentário de Leilah Weinraub. Com mais de 42 bilhões de acessos no último ano, o site adulto tenta expandir sua audiência e diversificar o portifólio.

“Shakedown” conta a história das mulheres e homens que povoaram a cena dos clubes de strip-tease lésbicos de Los Angeles há décadas. O documentário promete uma visão humorística, sensual e informativa de uma subcultura vibrante. “Esse filme é parte do grande comprometimento do Pornhub em apoiar a arte. Nós queremos ser uma plataforma utilizada por artistas”, disse o diretor de marca do site Alex Klein em entrevista ao site Variety. “Nós queremos ver artistas fazendo upload de conteúdo no site, coisas que não teriam espaço em YouTube ou Vimeo, que não permitem nudez.”.

A ideia é engajar mais o público feminino que visita o site, que conta aproximadamente com 115 milhões de acessos diários.

Por UOL, em São Paulo

Leia Também:  Saiba como funciona a Política de Saúde Mental do SUS em Cuiabá
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sem categoria

Prazo para requerer auxílio emergencial da cultura termina neste sábado (24.10)

Publicado

na

Termina neste sábado (24.10) o prazo para solicitação do auxílio emergencial da cultura previsto na Lei Aldir Blanc. Uma das ações emergenciais executadas pelo governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel), a transferência da renda diretamente aos trabalhadores visa minimizar os impactos da pandemia no setor cultural.

De acordo com os prazos atualizados no regulamento geral do cadastramento, O resultado da análise deste último lote de solicitações será divulgado a partir do dia 10 de novembro.  Os cadastros aprovados serão pagos a partir de 20 de novembro e os demais autorizados após recursos, a partir de 03 de dezembro.

A requisição é feita na plataforma www.estadodoamanha.com.br, a única para a solicitação do benefício no estado. Gerida pela Secel em cooperação com a Central das Organizações do Estado de Mato Grosso (Cordemato), a plataforma recebe os dados da solicitação que serão analisados, validados e aprovados de acordo com critérios estabelecidos na regulamentação federal.

O valor da renda emergencial é de três parcelas mensais de R$ 600,00 que serão pagas de uma única vez.  Mulheres provedoras de família monoparental recebem o dobro do valor. 

Para requisitar, o interessado deve completar as etapas de preenchimento do formulário de solicitação, que inclui a aceitação do termo de autodeclaração de que está apto a receber o auxílio emergencial. Uma equipe de apoio fica disponível das 8h às 00h para tirar dúvidas pelo chat da plataforma.

Têm direito ao benefício todos os profissionais que atuam na cadeia produtiva da cultura, como artistas, curadores, contadores de história, técnicos, produtores, professores de escolas de arte e de capoeira, dentre outros.  Dentre os requisitos, o profissional com atividades interrompidas precisa evidenciar a atuação nas áreas artística e cultural nos últimos dois anos, não ter emprego formal ativo e não ser beneficiário do auxílio emergencial do início da pandemia e nem de outros programas federais previdenciários ou assistenciais, a exceção é o bolsa-família.

Até a manhã desta sexta-feira (23.10), foram contabilizadas somente 446 solicitações do auxílio no estado.  A sobra dos recursos programados para execução dessa ação emergencial será realocada nos editais da Secel que abrangerão todos os segmentos culturais e atenderão mais de 500 projetos. 

Serviço

Auxílio emergencial da cultura

Prazo final de solicitação: sábado (24.10)

Plataforma para solicitação: www.estadodoamanha.com.br

Critérios para receber o benefício: cartilha 

 

Leia Também:  Rocambole de Pizza

Fonte: GOV MT

Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA