Condenado por latrocínio bate carro, tenta fugir e acaba preso

O latrocida Márcio Lemos de Lima, conhecido como “Marcinho do PCC”, foi preso na madrugada desta quinta-feira (7) quando tentava fugir da cena de um grave acidente ocorrido na Avenida Couto Magalhães, região central de Várzea Grande.

Na ocasião, dois adolescentes que estavam no veículo – ambos de 17 anos – ficaram feridos e foram encaminhados pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) para o Pronto-Socorro da cidade. O estado de saúde deles é considerado grave.

De acordo com o boletim de ocorrência, Marcinho tentou fugir a pé após colidir o veículo contra um poste de energia elétrica.

No entanto, ele acabou detido por testemunhas até a chegada da Polícia Militar.

Os policiais chegaram a encaminhá-lo ao posto da PRF (Policia Rodoviária Federal) e tentaram fazer com que o suspeito realizasse o teste do bafômetro, mas ele se recusou.

Segundo o BO, ele também estava ferido por conta do acidente e foi encaminhado também para o Pronto-Socorro, onde permaneceu internado sob observação.

Na delegacia, os policiais constaram que Marcinho tem diversas passagens criminais e deveria estar usando a tornozeleira eletrônica.

Latrocida condenado

“Marcinho do PCC” é considerado um criminoso de alta periculosidade. Ele foi condenado, no final dos anos 1990, a quase 50 anos de prisão por três roubos qualificados e dois latrocínios (roubo seguido de morte).

Além de ser acusado de integrar o Primeiro Comando da Capital (PCC), maior organização criminosa do País, ele protagonizou diversas tentativas de fuga na Penitenciária Central do Estado (PCE), em Cuiabá.

Em 2012, “Marcinho do PCC” foi transferido ao presídio de Segurança Máxima de Porto Velho (RO), mas voltou para a PCE, em setembro de 2014 e acabou ganhando o direito ao regime semiaberto em 2015.

 

 

Fonte: Mídia News | Foto: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *