Política

Câmara Municipal pode abrir CPI para investigar construtoras que não concluíram obras do programa habitacional ‘Minha Casa, Minha Vida’

Publicado

na

Redação (com informações da assessoria)

 

Na audiência pública realizada nessa terça-feira (05.11) para debater as obras dos conjuntos habitacionais do programa do Governo Federal ‘Minha Casa, Minha Vida’, o vereador por Várzea Grande, Caio Cordeiro (PRP) declarou que irá requerer uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar irregularidades das obras realizadas no município. O pedido pode ser votado na sessão ordinária desta quarta-feira (06.11)
“Quero provocar a Casa de Leis porque vejo que o Legislativo e Executivo querem levar os serviços essenciais para esta comunidade. Não estou vendo os representantes das empresas para prestar explicações, por isto devemos abrir uma CPI contra estas empresas. Elas não terminam estas obras e recai tudo para o Poder Público, quem acaba sofrendo é o povo de Várzea Grande”, disse.
Segundo Caio Cordeiro, as empresas recebem o recurso público, porém não executam 100% a obra. “Precisam ser investigadas, recebem o recurso mas não terminam nada, fazem simplesmente o que lhe dão lucro e esquecem da população. Para Várzea Grande desenvolver precisamos da colaboração da iniciativa privada”, declara.
Para instauração da CPI o parlamentar recebeu na própria audiência apoio dos vereadores presentes e é necessário o apoio de 1/3 dos edis.  A Comissão Parlamentar poderá investigar todas as irregularidades nos processos de construção e abandono das obras.
As irregularidades administrativas encontradas serão encaminhadas para a Prefeitura punir as construtoras com multas ou indenizações e até declarando-as inidôneas para contratar com o poder público. Os descumprimentos da lei serão encaminhados para o Ministério Publico.
Leia Também:  Vereador corre o risco de ser cassado pela segunda vez
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Deputado cobra Parque Tecnológico em VG e centro de inovação nos municípios

Publicado

na

O deputado estadual Thiago Silva (MDB) defendeu na tribuna na Assembleia Legislativa (25/11) a construção do Parque Tecnológico de Várzea Grande e a criação do Centro de Inovação nos municípios-polo, com objetivo de fomentar a tecnologia aliado ao conhecimento e o empreendedorismo.

A ideia do parlamentar é promover a diversificação da matriz econômica do estado, agregando valor a matéria-prima por meio da tecnologia e consequentemente estimular a industrialização em Mato Grosso.

O parlamentar defende que o centro de inovação possa ser ampliado para as demais cidades-polo do Estado como Sinop, Alta Floresta, Colniza, Confresa, Juína, Cáceres, Barra do Garças, além da criação do Parque Tecnológico em Várzea Grande, conforme indicação 594/2020 do deputado Thiago.

Os projetos devem ser desenvolvidos para incentivar e facilitar a conexão entre empresas consolidadas, empreendedores e profissionais qualificados, e assim criar soluções conjuntas para demandas e problemas de organizações, através de parcerias, reduzindo custos e aumentando o retorno das soluções criadas.

Segundo Silva, é preciso desenvolver tecnologicamente o nosso Estado, com oportunidades para a atração de novos negócios, criação de empresas, geração de renda e o fortalecimento de uma economia circular.

“Apresentamos indicações e cobranças para que o Estado crie o Parque Tecnológico de Várzea Grande e também o centro de inovação nos municípios-polo para fomentar a criação de startups e incubadora de empresas, com foco na no desenvolvimento tecnológico e econômico e geração de emprego”, disse o deputado estadual.

O parlamentar defende a parceria com as universidades públicas e privadas para que o projeto possa ser implantado no estado. “O objetivo é criar centros integrados entre pesquisa, empresas e poder público almejando ser referência em sustentabilidade do desenvolvimento socioeconômico do estado, com foco no fomento da inovação tecnológica no empreendedorismo”, finaliza Thiago.

Fonte: ALMT

Leia Também:  Deputada pede a estudantes que gravem críticas de professores a Bolsonaro
Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA