Cores, texturas e revestimentos: vista sua casa de personalidade

Há quem diga que a combinação das nossas roupas revela um pouco da nossa personalidade. Até porque, convenhamos, a primeira percepção que temos acerca do outro é através do olhar. Na arquitetura, algo similar acontece. Cores, texturas e revestimentos adicionam personalidade para a casa – e, é claro, a quantidade certa de entusiasmo para a criação de uma obra singular.

Esses elementos essenciais do design são responsáveis por criar contraste e profundidade, valorizar a volumetria projetada, expressar emoções e proporcionar ricas experiências sensoriais que estimulam os nossos sentidos. No entanto, se não utilizados corretamente, eles podem desfavorecer todo o contexto da edificação e do projeto.

Aliás, tais recursos ajudam a definir um espaço enquanto influenciam nossos humores e comportamentos. Pesquisas na área da neuropsicologia já avaliam o efeito que diferentes matizes de cores têm sobre o comportamento humano. Uma tendência que está ganhando impulso é justamente o uso de cores específicas no design em prol de evocar diferentes respostas emocionais. Líderes de fabricação de tintas seguem antenados nessa missão.

Só para ter uma ideia a cor verde, por exemplo, relaciona-se com a natureza, a esperança e o equilíbrio. Traz calma, relaxa e contribui para reduzir a pressão arterial. Enquanto que a cor azul é a cor do céu, da água e do afastamento. Tem efeito relaxante e, culturalmente, relaciona-se ao frio. Já a cor amarela é a cor do sol e do ouro. Produz alegria e diversão. Mais do que simbolizar a noite, a cor preta – que é a ausência de cor – representa a elegância e o poder.

É claro que o efeito das cores depende também da posição e do contexto, já que nunca são observadas isoladamente. Nossa percepção e reação a uma matiz mudará se estiver no interior ou exterior de um local, se estiver localizada em um teto, uma parede ou no chão e conforme a condição de luz atual. Logo, os atributos das diferentes matizes devem ser usados como ponto de partida.

Nesse sentido, a combinação certa entre cor e textura é a chave para o design geral, pois transmite uma experiência distinta. Hoje, muitos profissionais estão misturando paletas monocromáticas da moda com texturas interessantes para adicionar contraste e dimensão a um espaço. Os materiais são os mais variados – vão desde madeira até elegantes acabamentos metálicos, como cromo, níquel e aço inoxidável.

A propósito, os revestimentos estão cada vez mais surpreendendo no que diz respeito à reproduzir elementos naturais – como pedras e madeiras. Novas técnicas e materiais surgem a todo momento no mercado. Mas, antes de utilizar revestimentos em um projeto, vale lembrar que é preciso considerar alguns fatores importantes da obra, assim como as particularidades de cada item.

No mais, conte com a expertise de um profissional capacitado e vista sua casa de personalidade.

*Camila Carrijo é arquiteta e sócia-proprietária da Seven Arquitetura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *