Terreno no Manso é arrematado por R$ 524 mil; leilão continua

Apenas um dos sete imóveis de alto padrão que pertenceram ao ex-governador Silval Barbosa foi arrematado no leilão presencial e online que foi encerrado nesta quarta-feira (16).

Trata-se de um terreno no Condomínio Portal das Águas, às margens do Rio Manso, e foi arrematado pelo valor inicial de R$ 524 mil.

O leilão ficou aberto durante um mês e teve fim na tarde desta quarta-feira (16). Os imóveis, que já pertencem ao Estado de Mato Grosso, fazem parte do contrato de colaboração premiada firmada pelo ex-governador para ressarcir os cofres públicos.

O montante arrecado vai para o fundo penitenciário estadual para utilização específica na reestruturação do sistema prisional do Estado.

Agora, os outros imóveis devem irão para um novo leilão, chamado “segunda praça”, já disponíveis para lance no site de leilão.

Conforme o leiloeiro Paulo Brasil, os imóveis terão lances com valor 50% menores que os apresentados inicialmente. O que não quer dizer que eles serão arrematados por esse valor.

“Nós já esperávamos que nem todos os imóveis fossem arrematados na primeira praça. Muitos compradores esperam a redução dos lances para comprar os bens com valor mais atrativo. Isso não quer dizer que serão vendidos por um valor menor que o da primeira praça”, disse o leiloeiro ao MidiaNews.

 

Imóveis não arrematados

 

Um dos imóveis não arrematados é o apartamento no Edifício Riviera da América, no Jardim das Américas, em Cuiabá. O imóvel tem valor inicial de R$ 1,2 milhão, que agora foi reduzido para R$ 601 mil.

Outro é uma residência em Matupá, cidade onde Silval iniciou sua carreira política. O terreno possui dois mil metros quadrados, sendo 950 metros quadros de área construída. O lance inicial é de R$ 2,4 milhões e agora está com valor de R$1,2 milhão.

Ainda há um apartamento duplex, no Edifício Manchester, localizado no Bairro Alvorada em Cuiabá, com lance inicial de R$ 310 mil, reduzido agora para R$ 155,2 mil.

Ainda estão recebendo lances três propriedades rurais em Peixoto de Azevedo (a 700km de Cuiabá). São elas: a Fazenda Serra Dourada II, com 4,1 mil hectares, com lance de 16,5 milhão; Fazenda Lagoa Dourada com 1,2 mil hectares, com lance reduzido para R$ 1,4 milhões; e a Fazenda Lagoa Dourada I que tem 1,2 mil hectares, com lance inicial de R$ 5,2 milhões.

 

Delação da família Barbosa

 

Os bens em questão foram entregues pela família Barbosa em acordo de delação premiada com a Procuradoria Geral da República (PGR) e homologado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), em 2017.

No total, o ex-governador, a ex-primeira dama Roseli Barbosa, o médico e empresário Rodrigo Barbosa, filho do casal e o irmão de Silval, Antônio Barbosa se comprometeram a devolver R$ 79,3 milhões aos cofres de Mato Grosso.

Nas delações, a família Barbosa detalhou diversos crimes ocorridos na gestão de Silval e de seu antecessor, Blairo Maggi. Silval, inclusive, já foi condenado a mais de 25 anos de prisão por organização criminosa, concussão e lavagem de dinheiro. Ele ficou menos de quatro anos preso em regime fechado e domiciliar e foi para o semiaberto em maio deste ano.

 

 

 

Fonte: Midia News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *