Riva afirma que delação vazada na imprensa é ‘apócrifa’ e nega autoria de documento

De acordo com Botelho, os membros do Ministério Público Estadual ainda não confirmaram a veracidade da suposta delação, que vazou na imprensa. O parlamentar ainda ressaltou que nunca existiu mensalinho desde a época em que assumiu como deputado, em fevereiro de 2015.

“Nós temos que guardar para ver a autencidade. Conversei com o deputado Riva. Ele não confirmou e disse que não tem veracidade. Nós estamos vivendo na onda dos fakes news e de apresentações, então temos que ter cautela de fazer qualquer julgamento”, disse Eduardo Botelho.

Confira a nota de José Riva na íntegra

O ex-Deputado Estadual José Geraldo Riva, tendo em vista as matérias recentemente publicadas na mídia, envolvendo o seu nome em suposta Delação Premiada, celebrada com o Ministério Público do Estado de Mato Grosso, vem esclarecer que:

1) Os documentos apócrifos que têm circulado perante os meios de comunicação, intitulado como sendo “proposta de colaboração premiada” jamais foram subscritos pelo ex-Deputado;

2) Os referidos documentos jamais foram protocolizados junto ao Ministério Público do Estado de Mato Grosso;

3) Tem colaborado já há algum tempo com as investigações promovidas pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso, porém não firmou, até a presente data, nenhum acordo de delação premiada com o MP/MT;

3) Tem plena convicção que os sobreditos documentos não foram fornecidos pelo MP/MT, atéporque o ex-Deputado, como já dito, jamais os assinou;

4) Está adotando as medidas jurídicas necessárias para identificar os autores e responsabilizá-los pela distribuição dos malsinados documentos.

Cuiabá/MT, 09 de outubro de 2019

Ex-Deputado José Geraldo Riva

 

 

 

 

Fonte: Folha 360

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *