Daniela Albuquerque fez capa de revista com bebê morto na barriga

Antes de dar à luz Alice, de 7 anos — fruto de seu relacionamento com Amílcare Dallevo —, Daniela Albuquerque sofreu um aborto espontâneo. Ao canal de Regina Volpato no YouTube, a apresentadora desabafou sobre o episódio e contou ter sido capa de revista com um bebê morto na barriga.

“Quando eu tive o aborto espontâneo, eu fazia teatro. Enquanto estava na peça, comecei a sentir cólicas. Quando cheguei em casa, não queria que ninguém me visse daquele jeito, subi a escada devagar, estava sangrando”, relembrou.

“Minha médica havia explicado que se eu perdesse, poderia fazer uma curetagem ou expelir naturalmente. Se for naturalmente, você pode engravidar novamente em três meses. Se for curetragem, depois de seis meses você poderá engravidar. Eu preferi que fosse naturalmente”, explicou Daniela.

“Nesse intervalo de tempo — 20, 30 dias –, eu ia fazer a capa de uma revista de corpo. Fiz capa de revista com bebê morto na minha barriga. Eu olho aquela capa e penso: ‘O bebê tá morto’. Olho a capa e penso que muita coisa aconteceu”, disse ainda.

No bate-papo, Daniela ainda revelou qual o seu maior medo: morrer. “Talvez seja um trauma da infância porque perdei meu pai muito cedo. Quando você vê uma notícia como a [da morte de] Carol Bittencourt, você percebe que a vida é um sopro”, refletiu.

Daniela também contou que faz terapia semanalmente, mas afirmou ter tido preconceito antes disso. “Achava que fosse pra gente ‘tan-tan’. Meu marido falava pra eu fazer eu dizia: ‘Você está achando que sou louca?’. Aos poucos, fui vendo que ajuda realmente”, concluiu.

 

 

 

Fonte: Metrópoles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *