Política

Deputados aprovam porte de arma para agentes do Socioeducativo

Publicado

na

Redação (com informações da assessoria)

 

Durante a sessão plenária vespertina desta quarta-feira (04), na Assembleia Legislativa, os deputados estaduais aprovaram em segunda votação com 17 votos favoráveis e 02 contrários, a mensagem nº 122/2019, enviada pelo Executivo, que autoriza o porte de arma de fogo ao agente de segurança do Sistema Socioeducativo de Mato Grosso.

O deputado João Batista (Pros), principal intermediador entre os parlamentares, no sentido de garantir a aprovação da matéria, agradeceu o apoio dos deputados e destacou a importância da propositura para os profissionais.

“A categoria necessita dessa proteção, tendo em vista a exposição aos riscos que correm constantemente, fazendo escolta, custódia e segurança, além de atuar diretamente na ressocialização de adolescentes em conflito com a lei. Esse projeto é de extrema importância para esses agentes, pois estão em situação de perigo fora do horário de expediente. Esperamos que a matéria seja sancionada o quanto antes pelo governador”, pontuou o deputado.

O presidente do Sindicato da Carreira dos Profissionais do Sistema Socioeducativo do Estado de Mato Grosso (Sindpss-MT), Paulo Cesar de Souza, explica que  outra mensagem do governo (nº 121/2019),  tramita no legislativo, já foi aprovada em primeira votação e garantirá o uso de armamento para o Setor de Atendimento Socioeducativo (SAS), no âmbito interno das unidades socioeducativas.

Leia Também:  NOVA MATÉRIA: Combate ao machismo deverá ser conteúdo obrigatório nas escolas; entenda

“Com a aprovação da mensagem nº 122, garantiremos nossa proteção externa, ou seja, fora do nosso ambiente de trabalho. Com a aprovação da mensagem 121, teremos independência na segurança interna da unidade, tendo em vista que temos um setor operacional com profissionais capacitados para atuar em situação de risco”, destacou Paulo.

Questionado sobre a importância de portar amas de fogo, Paulo César, relembrou o fato ocorrido em 2016, onde o agente Sidney Carlos da Silva Alves, 40 anos, foi morto na região do Sucuri, em Cuiabá. “Naquela ocasião, o agente foi reconhecido por trabalhar no sistema socioeducativo. Isso apenas reforça o pedido se segurança da classe” concluiu o presidente do Sindpss.

Atualmente Mato Grosso conta com 08 Centros de Atendimento de internação masculina, dentre eles uma unidade feminina. Cerca de 120 adolescentes infratores com idade entre 15 e 17 anos cumprem medidas socioeducativas e um total de 240 agentes de segurança compõem o Sistema Socioeducativo no Estado.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Deputado cobra Parque Tecnológico em VG e centro de inovação nos municípios

Publicado

na

O deputado estadual Thiago Silva (MDB) defendeu na tribuna na Assembleia Legislativa (25/11) a construção do Parque Tecnológico de Várzea Grande e a criação do Centro de Inovação nos municípios-polo, com objetivo de fomentar a tecnologia aliado ao conhecimento e o empreendedorismo.

A ideia do parlamentar é promover a diversificação da matriz econômica do estado, agregando valor a matéria-prima por meio da tecnologia e consequentemente estimular a industrialização em Mato Grosso.

O parlamentar defende que o centro de inovação possa ser ampliado para as demais cidades-polo do Estado como Sinop, Alta Floresta, Colniza, Confresa, Juína, Cáceres, Barra do Garças, além da criação do Parque Tecnológico em Várzea Grande, conforme indicação 594/2020 do deputado Thiago.

Os projetos devem ser desenvolvidos para incentivar e facilitar a conexão entre empresas consolidadas, empreendedores e profissionais qualificados, e assim criar soluções conjuntas para demandas e problemas de organizações, através de parcerias, reduzindo custos e aumentando o retorno das soluções criadas.

Segundo Silva, é preciso desenvolver tecnologicamente o nosso Estado, com oportunidades para a atração de novos negócios, criação de empresas, geração de renda e o fortalecimento de uma economia circular.

“Apresentamos indicações e cobranças para que o Estado crie o Parque Tecnológico de Várzea Grande e também o centro de inovação nos municípios-polo para fomentar a criação de startups e incubadora de empresas, com foco na no desenvolvimento tecnológico e econômico e geração de emprego”, disse o deputado estadual.

O parlamentar defende a parceria com as universidades públicas e privadas para que o projeto possa ser implantado no estado. “O objetivo é criar centros integrados entre pesquisa, empresas e poder público almejando ser referência em sustentabilidade do desenvolvimento socioeconômico do estado, com foco no fomento da inovação tecnológica no empreendedorismo”, finaliza Thiago.

Fonte: ALMT

Leia Também:  NOVA MATÉRIA: Combate ao machismo deverá ser conteúdo obrigatório nas escolas; entenda
Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA