Política

Mercados devem disponibilizar funcionário para auxiliar pessoa com deficiência visual

Publicado

na

Redação (com informações da assessoria)

 

A fim de auxiliar as pessoas com deficiência visual a efetuarem suas compras, os supermercados, hipermercados e estabelecimentos comerciais congêneres do município de Cuiabá devem, obrigatoriamente, disponibilizar um funcionário capacitado para atender a estes clientes.
A medida é determinada por meio da Lei n 5.835, a qual foi sancionada no ano de 2014, reflexo de um projeto de autoria do vereador Ricardo Saad (PSDB).
Conforme a legislação, os estabelecimentos devem oferecer um funcionário capacitado com noções mínimas sobre os direitos das pessoas com deficiência, inclusão a acessibilidade, bem como as formas de atendimento.
Para garantir esse serviço, os supermercados e hipermercados poderão firmar convênios com entidades representativas da pessoa com deficiência visual, com o intuito de promover a capacitação de seus funcionários.
“Precisamos garantir a inclusão social de todos. A pessoa com deficiência tem o direito a fazer suas compras com tranquilidade, e os estabelecimentos comerciais são obrigados, por meio desta lei, a oferecer este auxílio”, finalizou Saad.
Leia Também:  PTB espera o crivo de Lucimar e Jaime para lançar Emanuelzinho a prefeitura de VG
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Peixoto de Azevedo terá uma nova escola no bairro Nova Esperança

Publicado

na

A Secretaria de Estado de Educação de Mato Grosso (Seduc) e a prefeitura de Peixoto de Azevedo (MT), na manhã de terça-feira (19), às 9h, no Palácio Paiaguás, firmam convênio para a construção da nova sede da Escola Estadual Luciene Cardoso de Oliveira, em Peixoto de Azevedo. Essa demanda atende a Indicação nº 4.800/2020, do deputado estadual Delegado Claudinei (PSL), com previsão de investimentos do governo estadual de cerca de R$ 4 milhões.

Essa unidade escolar foi demolida há aproximadamente três anos, devido às condições precárias e insalubres na estrutura física. De acordo com a moradora e presidente da Associação dos Conselhos Comunitário de Segurança Pública (Aconseg), Fátima Martins Guerrero, que levou a demanda ao parlamentar, a escola tinha uma quadra e um espaço enorme, mas foi preciso uma mobilização social junto aos promotores, representantes políticos, presidentes de bairro e a sociedade civil organizada para mostrar que o local não era seguro para a permanência de educadores e alunos.

“Fizemos tantas reivindicações que até demoliram a escola antiga. Há três anos, as crianças estão saindo de um bairro para ir para outro estudar, em um local provisório que, na verdade, era um abrigo indígena, uma casa de passagem. A criança anda bastante. Concretizando essa nova escola, vou ficar muito feliz”, comenta Fátima, que já mora há 13 anos no município.

Leia Também:  Várzea Grande entrega reforma de escola

Estrutura – A nova estrutura contará com 10 salas de aula e uma quadra poliesportiva, localizada no bairro Nova Esperança. “Essa é uma boa notícia que recebemos essa manhã. Este é o um anseio dos moradores de Peixoto de Azevedo, que aguardam há alguns anos para a concretização da escola após ter sido demolida. Precisamos ter um espaço adequado para os professores e alunos para que seja produtivo o ensino e a aprendizagem”, comenta Claudinei.

O município de Peixoto de Azevedo fica a uma distância de cerca de 672 km, com uma população estimada de aproximadamente 33 mil, conforme dados levantados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística de 2015.

Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA