Em defesa de filha, mulher mata padrasto ciumento com pauladas na cabeça; juiz considera legítima defesa

Por Rafael Medeiros

Uma mulher, identificada pelas iniciais K.N.M. 40 anos, matou na manhã de domingo (11) o próprio marido, José Carlos de 45 anos, durante uma briga, com pauladas na cabeça. A ocorrência foi registrada em Barra do Garças (a 509 km de Cuiabá).

Segundo a Polícia Civil, que passou a investigar o caso, a vítima não aceitava o namoro da enteada, uma jovem de 18 anos.

Conta no boletim de ocorrência, que uma denúncia chegou via Ciosp 190 que relatava uma tentativa de estupro. Porém, quando os PMs chegaram, os militares encontraram José agonizando em cima da cama com uma lesão na cabeça.

À polícia, a mulher contou que durante a madrugada ela e o marido tiveram uma briga. Ele não aceitava o fato da enteada, de 18 anos, namorar.

À jovem contou que o padrasto não a deixa se relacionar com ninguém. Já ocorreram outras brigas pelo mesmo motivo contou a garota.

Desta vez, durante a briga, o homem tentou agredir a mulher e ainda ameaçou atear fogo na casa. Para se defender, a mãe da garota, foi para cima do homem e desferiu pauladas na cabeça dele.

Ele teve ferimentos profundos, não resistiu e morreu no local.

A suspeita foi presa em flagrante e encaminhada para a delegacia.

Custódia 

Ontem mesmo, domingo (11),  teve a audiência de custódia no Fórum da cidade e após ouvir o relato da mulher, o juiz de direito decidiu soltá-la aceitando inicialmente a alegação de legítima defesa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *