Sem categoria

Famílias do Parque do Lago compareceram no Projeto ‘Alegria na Praça’

Publicado

na

Da Redação (com informações da assessoria)

 

Moradores do Parque do Lago, na região do grande Cristo Rei, receberam na tarde do último domingo, dia 28, o Projeto ‘Alegria na Praça’, promovido pela Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, em parceria com a Secretaria de Assistência Social e Secretaria de Defesa Social.

A população se reuniu na principal praça do bairro para prestigiar as atrações artísticas e culturais que tiveram início após às 18h. A Banda Municipal abriu os festejos com retretas e números musicais de vários gêneros que agradaram ao público. Em seguida houve uma apresentação com dançarinos de hip hop, orientados pelo professor Sandro Silva.

O aulão de Zumba, já tradicional nas edições anteriores do projeto ‘Alegria na Praça’, contagiou os presentes com o ritmo marcante da música pop eletrônica acompanhada pela Banda Municipal e pelos participantes adeptos ao condicionamento físico.

O Coral Vésper da Escola Estadual ‘José Leite de Moraes’ sob a regência do professor Odenir Sebba, apresentou vários números musicais coreografados. A apresentação do grupo também contou com números da orquestra de violinos, comandada pelo professor Odenir, que foi muito aplaudida pela plateia. Para o regente, a oportunidade de mostrar o talento e o trabalho dos estudantes de Várzea Grande por meio do Projeto ‘Alegria na Praça’, compensa o esforço da equipe de se preparar e mesmo de abrir mão do dia de descanso em nome da arte.

Leia Também:  Final do Campeonato Brasileiro de Velocidade na Terra tem cinco favoritos ao título de 2019

O projeto ‘Juventude Ativa’ foi a atração seguinte com os integrantes executando violões e outros instrumentos para a apresentação de vários sucessos da música sertaneja e músicas regionais.

Alunos da Escola Municipal de Educação Básica ‘Salvelina Ferreira da Silva’ foram a grande atração da noite, apresentando sua quadrilha, premiada na competição de quadrilhas do FestJu/VG, realizada no mês de junho no bairro do Ipase, além de uma encenação sobre conto folclórico regional, com uma super produção de fantasias e adereços.

De acordo com a Superintendente de Cultura, Maria Alice Barros, o projeto ‘Alegria na Praça’ é uma grande oportunidade para o público conhecer um pouco do trabalho artístico que vem sendo desenvolvido pelos profissionais da educação nas escolas da rede municipal. “Temos um grande potencial artístico e cultural e é nas escolas que conseguimos passar um pouco de nossas tradições para nossa juventude”, declarou.

A dona de casa, Amélia dos Santos Silva, residente no bairro há mais de 20 anos foi com as filhas Isabela, 12 e Letícia, 9, acompanhar as apresentações do Projeto ‘Alegria na Praça’. Ela achou muito bom ter um evento desta natureza na praça do bairro onde mora. “A gente pode sair e levar as crianças para assistir as apresentações. Minhas filhas estão estudando na escola aqui do bairro e sempre que tem apresentação delas lá, eu faço questão de ir e levar a minha mãe também,  eu acho que é uma forma de valorizar o esforço delas e das professoras”, comentou.

Leia Também:  22 MIL: Homem tenta subornar policiais do Gefron, mas é preso

Para o secretário Silvio Fidelis a integração dos alunos com o público é importante para fomentar e incentivar a participação dos pais e responsáveis pelos alunos na escola. “Quando podemos mostrar para o público os trabalhos artísticos que estamos realizando com os nossos alunos nas escolas, queremos evidenciar que o processo pedagógico de aprendizagem tem que avançar além do convencional para proporcionar uma bagagem mais ampla, este é o legado que queremos deixar”, declarou.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sem categoria

Prazo para requerer auxílio emergencial da cultura termina neste sábado (24.10)

Publicado

na

Termina neste sábado (24.10) o prazo para solicitação do auxílio emergencial da cultura previsto na Lei Aldir Blanc. Uma das ações emergenciais executadas pelo governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel), a transferência da renda diretamente aos trabalhadores visa minimizar os impactos da pandemia no setor cultural.

De acordo com os prazos atualizados no regulamento geral do cadastramento, O resultado da análise deste último lote de solicitações será divulgado a partir do dia 10 de novembro.  Os cadastros aprovados serão pagos a partir de 20 de novembro e os demais autorizados após recursos, a partir de 03 de dezembro.

A requisição é feita na plataforma www.estadodoamanha.com.br, a única para a solicitação do benefício no estado. Gerida pela Secel em cooperação com a Central das Organizações do Estado de Mato Grosso (Cordemato), a plataforma recebe os dados da solicitação que serão analisados, validados e aprovados de acordo com critérios estabelecidos na regulamentação federal.

O valor da renda emergencial é de três parcelas mensais de R$ 600,00 que serão pagas de uma única vez.  Mulheres provedoras de família monoparental recebem o dobro do valor. 

Para requisitar, o interessado deve completar as etapas de preenchimento do formulário de solicitação, que inclui a aceitação do termo de autodeclaração de que está apto a receber o auxílio emergencial. Uma equipe de apoio fica disponível das 8h às 00h para tirar dúvidas pelo chat da plataforma.

Têm direito ao benefício todos os profissionais que atuam na cadeia produtiva da cultura, como artistas, curadores, contadores de história, técnicos, produtores, professores de escolas de arte e de capoeira, dentre outros.  Dentre os requisitos, o profissional com atividades interrompidas precisa evidenciar a atuação nas áreas artística e cultural nos últimos dois anos, não ter emprego formal ativo e não ser beneficiário do auxílio emergencial do início da pandemia e nem de outros programas federais previdenciários ou assistenciais, a exceção é o bolsa-família.

Até a manhã desta sexta-feira (23.10), foram contabilizadas somente 446 solicitações do auxílio no estado.  A sobra dos recursos programados para execução dessa ação emergencial será realocada nos editais da Secel que abrangerão todos os segmentos culturais e atenderão mais de 500 projetos. 

Serviço

Auxílio emergencial da cultura

Prazo final de solicitação: sábado (24.10)

Plataforma para solicitação: www.estadodoamanha.com.br

Critérios para receber o benefício: cartilha 

 

Leia Também:  Documentário Moisés Martins será lançado no próximo dia 20, no Cine Teatro Cuiabá

Fonte: GOV MT

Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA