Com seis contas atrasadas, UFMT tem a luz cortada

Por Rafael Medeiros

 

A Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) teve a energia elétrica desligada na manhã desta terça-feira (16). A universidade já havia sido notificada na última semana sobre a possibilidade de corte nesta semana.
De acordo com a assessoria, a UFMT possui seis contas sem atraso de 2018 e 2019. Além disso, a Universidade afirmou estar em negociação com a concessionária de energia para reestabelecer o fornecimento da eletricidade.
Além da sede, em Cuiabá, os campus de Sinop e Araguaia, em Barra do Garças, também tiveram o fornecimento interrompido. Com o corte no fornecimento de energia, as aulas foram suspensas. Estudantes e pesquisadores da universidade já declararam preocupação quanto aos projetos de pesquisa que envolvem produtos perecíveis e vidas animais, a exemplo do Hospital Veterinário.
Confira a nota da UFMT:
A Universidade Federal de Mato Grosso(UFMT) confirma que houve o corte  de energia na manhã desta terça-feira (16) e que segue em negociações com a Energisa para  o estabelecimento de energia. No total, estão em abertas seis contas, sendo quatro de 2018 e duas de 2019.
A UFMT realizará uma reunião no período da tarde e oportunamente se manifestará sobre seus resultados.

 

 

Foto: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *