Cata-treco amplia atendimento e chega a 120 bairros atendidos em seis meses

Da Redação (com informações da assessoria)

 

Mais de 120 bairros de todas as regiões da Capital já foram atendidos pela Prefeitura de Cuiabá com o programa Cata-treco, durante o primeiro semestre de 2019. É o que aponta o relatório de atividades da Secretaria de Serviços Urbanos, Pasta responsável pela coordenação da ação de zeladoria. O trabalho conta com nove equipes atuando diariamente, por meio das solicitações feitas pelo telefone (65) 3645-5518 e WhatsApp (65) 99243-6502.

O programa foi implantado em 2017 e, recentemente, passou por adequações que permitiram a ampliação do atendimento. Alinhado ao investimento de aproximadamente R$ 1 milhão aplicado na aquisição de quatro novos caminhões, o Município implantou o sistema de agendamento, o que permite que qualquer cidadão utilize o Disque Cata-treco para requisitar o recebimento do serviço.

Com a realização das melhorias, o número de comunidades alcançadas foi potencializado. Em 2017, foram cerca de 150 comunidades beneficiadas. Durante 2018, o número foi de aproximadamente 200. Neste ano, somente nos seis primeiros meses, o Cata-treco já chegou a mais de 120. Ainda segundo o levantamento, as ações resultam no recolhimento de uma média de 30 toneladas de materiais por bairro.

“A princípio, as demandas eram colhidas, em sua maioria, por meio dos presidentes das Associações de Moradores e indicações dos vereadores. Com a implantação do Disque Cata-treco, o próprio morador pode ligar e agendar a ação. Temos a orientação do prefeito Emanuel Pinheiro de aproximar a população dos serviços públicos e, com toda certeza, essa é uma inciativa que tem cumprido com esse objetivo”, explica o secretário de Serviços Urbanos, José Roberto Stopa.

Importante ferramenta no combate aos bolsões de lixo, o Cata-treco atua também como mecanismo de saúde preventiva, evitando a proliferação de vetores transmissores de doenças. Conforme explica o diretor de Resíduos Sólidos, Anderson Matos, os caminhões não fazem o recolhimento de entulhos ou restos de construções. Desta forma, a população pode solicitar o Cata-treco quando a intenção desfazer-se de objetos como cama, sofá, geladeira, porta, janela e outros tipos de materiais que não possuem mais utilidade.

“Assim como todas as ações de limpeza que realizamos diariamente, o Cata-treco também necessita de uma participação ativa da comunidade, para que os resultados positivos sejam colhidos. Também contamos com o fundamental apoio das cooperativas de catadores, que é para onde aqueles materiais que podem ser reciclados são levados”, destaca Matos.

 

 

Foto: Davi Valle

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *