Abdominoplastia: o que você precisa saber antes de fazer

Uma das grandes queixas dos pacientes nos consultórios médicos é quanto ao abdômen. A flacidez e o excesso de pele gerados pela pós-gravidez, por exemplo, ou ainda por grande perda de peso são os principais fatores para levar à flacidez.

Quando indicado, o tratamento cirúrgico é a melhor opção para correção do abdômen em “avental”, que é como chamamos popularmente aquela “barriguinha” sobressalente, que muitas vezes gera desconforto e frustração.

O tratamento cirúrgico, chamado Abdominoplastia, tem como princípios a correção da diástase da musculatura reto abdominal – que gera o abdômen alto – com pontos para fixação dessa musculatura e a retirada do excedente de pele e gordura. Quando indicado, a abdominoplastia pode ser associada à lipoaspiração.

Mas lembre-se: o procedimento deve ser realizado sempre quando houver indicação médica. O que na prática significa que cada caso é um caso e nem sempre o que é bom para a amiga ou vizinha servirá para você.

É fundamental salientar que não somente a abdominoplastia, mas qualquer tipo de cirurgia plástica, tem como foco a melhora do contorno corporal. Assim sendo, procedimentos cirúrgicos como os citados acima não são emagrecedores.

A indicação precisa ser de um médico cirurgião plástico, profissional especializado no tema e que estudou profundamente cada procedimento cirúrgico. A dica de ouro é: esteja sempre atenta em todas as orientações pré e pós-operatórias feitas pelo profissional escolhido. Pesquise e não confie em soluções mágicas. É importante que não haja surpresas depois.

*Márcio Augusto Canavarros é cirurgião plástico em Cuiabá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *