Deputado defende auditoria para identificar supersalários na ALMT

O deputado estadual José Eugênio de Paiva (PSB), o Dr. Eugênio, defendeu a contratação de uma auditoria interna para analisar a situação de cada servidor da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) e identificar possíveis supersalários. O parlamentar foi entrevistado no quadro Papo das 6h, do Bom Dia MT, nesta quarta-feira (12).

“Vai ser feita uma auditoria interna que vai mostrar onde é que se pode cortar na carne. É isso que a Mesa Diretora e todos nós vamos verificar para poder cortar o que extrapola os limites”, declarou.

Para o parlamentar, a auditoria deve apontar os rumos a serem tomados para garantir a economia aos cofres públicos e chegar em um acordo com o funcionalismo do Legislativo.

Conforme o presidente, a média salarial dos servidores da Assembleia Legislativa é de R$ 12 mil para uma carga horário de 6h ao dia.

O primeiro-secretário, deputado Maxi Russi (PSB), é o responsável pelo levantamento que, segundo o presidente Eduardo Botelho (DEM), vai combater abusos praticados na ALMT.

O deputado criticou a progressão de carreira da ALMT e afirmou que o tema também precisa ser revisto.

“São poucas carreiras em Mato Grosso e no Brasil em que você atinge, em tão pouco tempo, o limite estabelecido. Em um ano, você faz um ou dois cursos, que podem ser online, e já acrescenta na progressão de carreira.

.

FONTE: G1-MT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *