Seis crianças são resgatadas pela PM trancadas e com fome em VG

Seis crianças com idades entre 2 e 9 anos são resgatadas sujas e famintas, abandonadas e trancadas em suas casas, neste final de semana em Várzea Grande. Três delas foram encaminhadas para abrigo porque a mãe não foi localizada. Além destes dois casos, registrados na madrugada de sábado (8) e domingo (9), outros 10 foram denunciados este ano, dos quais 5 resultaram em inquérito policial onde os responsáveis vão responder por abandono de incapaz.

Outros 5 estão sob investigação, informa o delegado Cláudio Alvares Sant’ana, da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, Criança e Idoso do município.

A primeira denúncia levou os policiais militares até a casa na rua 13, no Jardim Itororó, pouco depois da meia-noite. O portão estava trancado e os policiais mantiveram contato com a pessoa que fez a denúncia, que reafirmou que as crianças estavam sozinhas.

Os PMs pularam o portão e por meio de uma janela entreaberta viram que as crianças dormiam. Os 3 irmãos com idades de 4, 6 e 9 anos acordaram e confirmaram que todos os finais de semana ficam sozinhos porque a mãe sai para festas. Disseram que não jantaram e estavam com fome. O Conselho Tutelar foi acionado e, neste caso, os irmãos foram entregues a outro familiar próximo, que ficou responsável por eles.

Já a mãe, Daniele Brandão da Silva, 29, vai responder pelo crime. Na madrugada seguinte, o mesmo fato se repetiu, desta vez no bairro Jardim Glória 2. Outra denúncia anônima de que crianças estavam sozinhas, chorando, em uma residência, levou os policiais a uma casa na rua Loro. No endereço eles constataram o choro vindo da casa e, pela fresta da janela, viram que as 3 crianças, com idades de 2, 3 e 5 anos estavam sujas e sozinhas.

Neste caso os policiais arrombaram a porta da cozinha para resgatar os irmãos. O mais velho era menino, que “cuidava” das irmãs de 2 e 3 anos. Mais uma vez o plantão do Conselho Tutelar foi acionado e, neste caso, as crianças foram encaminhadas para um abrigo, por não localizarem a mãe que se chamaria Jaqueline.

Segundo informaram as crianças, a mãe sempre sai aos finais de semana e deixa elas trancadas na casa. Segundo o delegado, o crime de abandono de incapaz é previsto no artigo 133 do Código Penal Brasileiro (CPB) e prevê pena de 6 meses a 3 anos de detenção. Mas se o abandono resultar em morte, a pena pode chegar a 12 anos de reclusão.

Fonte: Jornal A Gazeta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *