Professora é presa vendendo arma no estacionamento do Atacadão

Por Rafael Medeiros

A professora Márcia Agripina Ramires Jamil, 52 anos, foi presa tentando vender um revólver – calibre 38 -, á Henry Silva de Vasconcelos, 33 anos, que também foi preso.

O flagrante foi feito pela Polícia Militar, após denúncias, de que na tarde desta quinta-feira (6), uma mulher estaria armada no estacionamento do supermercado Atacadão, no Porto, em Cuiabá.

Márcia é professora de educação básica, em Cuiabá, e trabalha na rede estadual, recebendo mais de R$6 mil ao mês [está informação está no portal da transparência]. 

De acordo com o Boletim de Ocorrência (B.O), o revólver, estava com a numeração raspada e escondido dentro da bolsa da suspeita. Questionada, a professora não disse a origem do revólver. Márcia, segundo a polícia, disse que iria apenas entregar a arma ao comprador, a pedido do marido, que segundo ela estava também no supermercado. Porém, a polícia não localizou esse terceiro envolvido.

Por telefone, a assessoria do Atacadão disse que auxilia a polícia disponibilizando imagens do circuito de segurança.

Ambos os envolvidos foram encaminhados para a Central de Flagrantes, onde o caso foi registrado como porte ilegal de arma de fogo.

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939, ou 190.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *