Grupo de dança contemporânea promove arrecadação de livros para bibliotecas Saber com Sabor

Da redação (com informações da assessoria)

 

Quem for assistir ao espetáculo de dança contemporânea “Natureza Morta”, no Sesc Arsenal, nesta sexta (07) e sábado (08), às 20h, pode ajudar a renovar o acervo das bibliotecas municipais do projeto Saber com Sabor. A entrada é gratuita, mas o Grupo Ateliê Gesto, que executa a apresentação, incentiva o público a doar um livro em bom estado no ato da entrada da peça.

A coordenadora geral do projeto de bibliotecas, Edvair Alves expressa sua felicidade pela iniciativa do Grupo em arrecadar livros durante a estada em Cuiabá. “Eles quem nos procuraram. Nós da biblioteca ficamos muito felizes com a aproximação, é um reconhecimento do nosso trabalho e esforço no incentivo à leitura, a cultura pela leitura também. Com as doações vamos renovar o nosso acervo, o que é sempre positivo”, conta a coordenadora.

Com seis bibliotecas espalhadas pela cidade de Cuiabá, uma em cada região e mais três pontos de leitura, o projeto da Biblioteca Saber com Sabor reúne inclusive um rico acervo de obras de escritores cuiabanos. “Nosso acervo da literatura mato-grossense é de mais de 8 mil exemplares. Temos livros de autores que nem a UFMT possui. Alguns tão antigos que são datilografados”, relata Edvair.

O espetáculo

A peça é um passeio pela vida e obra do artista plástico mineiro, Farnese de Andrade, praticamente esquecido nas últimas décadas, apesar de grande contribuição para as artes visuais. O artista plástico é conhecido como o Arquiteto da Dor, que em diálogo com o barroco e riqueza de linguagem, propôs uma reflexão sobre as relações no mundo.

No espetáculo, esta inspiração dialética se adapta à contemporaneidade. “Não é originalmente barroca, mesmo porque Farnese não pertenceu, tampouco gerou um estilo, uma escola ou movimento. É singular. Mas até mesmo por ter como origem a ‘tradicional família mineira’, cercada de conservadorismo, cerimônia e dogmas religiosos, Farnese é contemporâneo por excelência e barroco na sua essência”, explica o diretor do espetáculo, João Paulo Gross.

O grupo Ateliê do Gesto, que traz o espetáculo a Cuiabá, esta sempre as voltas de trabalhos com questões existencialistas e preza pela inclusão social. É por isso que as apresentações contam com recurso de audiodescrição para garantir a acessibilidade de deficientes visuais. Pessoas com deficiência auditiva, por exemplo, também não terão dificuldades em acompanhar, visto que a questão central do espetáculo está nas imagens, gestos e visualidades produzidas pelos corpos em movimento. O objetivo é facilitar o entendimento do conteúdo não-verbal.

A classificação indicativa é de 12 anos. Ingressos devem ser retirados com uma hora de antecedência, na bilheteria do Sesc Arsenal. O projeto do espetáculo conta com patrocínio da Enel Distribuição Goiás, através da Lei Goayzes.

SERVIÇO

Espetáculo Natureza Morta – Grupo Ateliê do Gesto

Quando: Sexta-feira (7) e sábado (8), às 20h

Onde: Teatro do Sesc Arsenal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *