Candidata a miss diz que concurso mudou e hoje revela o empoderamento feminino

Fonte: O Bom da Notícia

Foi-se o tempo que o foco de concursos de beleza, como os de misses, primavam somente por aquilo que era considerado belo e dentro dos padrões tradicionais. A cada concurso surgem novas candidatas, com bandeiras contra o preconceito, racismo e favoráveis ao feminismo.

Maythe Varzoni, 22 anos, foi coroada miss Poconé (distante 104 km de Cuiabá) no início do ano. Em fevereiro, participou do Miss Mato Grosso Be Emotion. No oitavo semestre do curso de Engenharia Química pela Universidade Federal de Mato (UFMT), a estudante é agora uma das participantes do Miss Turismo Mato Grosso, que será realizado no próximo dia 3 de junho, no Hotel Alphaville Garden.

Conforme a jovem, nos dias atuais uma miss acaba sendo um reflexo para outras mulheres, até por conta da exposição nas mídias. Dessa forma, diz que o empoderamento acaba ficando em evidência. Assim, ela pensa que uma miss acaba sendo uma figura que pode dar voz a outras, independente do âmbito profissional, gerando mais união entre as mulheres.

“A miss acaba sendo um reflexo para as mulheres, tanto de empoeiramento, força, dedicação. A miss tem que ser para as mulheres na sociedade algo que seja reconfortante e coerente. Papel de uma miss, pelo menos na situação política ela busca seu meio ajudar a sua sociedade. A miss defende o que ela pensa, a causa dela, ideias e pensamentos próprios, não só é uma figura de beleza”, disse a jovem durante entrevista ao Site O Bom da Notícia.

@maayvarzoni

miss

Sob esta linha, ela também comentou uma recente polêmica na Educação. Há algumas semanas o presidente Jair Bolsonaro (PSL) anunciou o corte de 30% de recursos extras para instituições federais. Como estudante da UFMT ela defende que haja dialogo até para que não ocorra uma possível greve.

“Penso que deveriam segurar as aulas até o momento que fosse realmente crítico”, pensa.

Apoio dos pais

A jovem entrou nesse universo de concursos neste ano. Inicialmente, preferiu não avisar aos pais sobre a empreitada.

“Eu decidi participar por conta. Quando eu participei do primeiro concurso, minha família nem sabia. Achei que ficariam preocupados. Talvez, poderia gerar uma preocupação, mas eles acabaram descobrindo pelas mídias e hoje super apoiam porque viram que me faz bem, mas foi uma decisão minha e eles super apoiam”, disse.

A miss acaba sendo um reflexo para as mulheres, tanto de empodeiramento, força, dedicação. A miss tem que ser para as mulheres na sociedade algo que seja reconfortante e coerente. Papel de uma miss, pelo menos na situação política ela busca seu meio ajudar a sua sociedade. A miss defende o que ela pensa, a causa dela, ideias e pensamentos próprios, não só é uma figura de beleza

Projeto social

Preocupada com as causas sociais, Maythe desenvolve um projeto social voltado para práticas sociais nas escolas públicas.
“Eu tenho um projeto social com meus amigos da faculdade (UFMT – curso de engenharia química). Que aborda sustentabilidade nas escolas públicas. Ainda é um projeto e não podemos divulgar muita coisa”, comenta.

Engenharia Química

Questionada se enfrenta preconceito na universidade por participar de concursos de beleza ou se é menosprezada por isso, a estudante diz que recebe total apoio dos professores e amigos.

“Eu faço engenharia química na UFMT, estou no oitavo semestre. As pessoas até me perguntam se eu vou seguir a carreira de miss, mas o miss é algo que acontece agora. É um momento muito bom da vida. Mas eu sei que minha carreira é engenharia. Eu faço de tudo para conciliar os dois”, completa.

Sobre o Miss Turismo Mato Grosso

Ao todo, participam 11 meninas no concurso. Nesta sexta-feira (31), as candidatas se hospedam no Hotel Delmond, para os preparativos iniciais.

A coroação acontece no próximo dia 3 de junho, no Hotel Alphaville Garden. A primeira colocada será coroada Miss Turismo MT 2019, a segunda Miss Pantanal Mato Grosso.

As duas vencedoras vão participar do concurso nacional “Miss Brasil Tur”, com todas as despesas pagas pelo coordenador do evento Warner Willon e seus parceiros patrocinadores.

Será eleita também a miss simpatia escolhidas pelas próprias candidatas durante o confinamento, que começa na sexta-feira (31).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *