Pinheiro lança edital do transporte coletivo; licitação deve ser homologada em 45 dias

Em entrevista coletiva nesta segunda-feira (27), o prefeito emedebista Emanuel Pinheiro assegurou a entrega de uma frota de qualidade aos quase 150 mil usuários do transporte coletivo da Capital. Uma exigência, segundo ele, que consta na licitação para quem vai disputar os dois lotes da concorrência pública.

 

E que deverão ainda conter – de acordo com o gestor cuiabano -, uma frota [cada lote de 60 veículos] com ar- condicionado e internet wi-fi no prazo máximo de três anos e 100% de todos os 120 veículos em cinco anos. O edital deve ser homologado em 45 dias.

O prefeito ainda disse que 18% dos veículos terão que ser zero quilômetro, de um total de 72 veículos. A frota também deverá contar com ônibus elétricos e híbridos e monitoramento de câmeras internas e externas, para garantir a segurança dos usuários.

 

“Pela legislação o edital tem 45 dias até sua conclusão e homologação final. Se não houver nenhuma briga judicial em 45 dias já iremos conhecer as novas empresas que irão operar pelos próximos 20, 30 anos o transporte coletivo da nossa Capital”, disse Emanuel.

 

Ainda conforme o prefeito, um controle operacional – CCO – será criado onde deverá se concentrar todas as informações em tempo real para atuar em emergências como em ocorrências de problemas em alguns dos ônibus.

 

“Também vamos ter o controle operacional dentro da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob), que será feito com técnicos da Semob e das empresas, com acompanhamento da Câmara Municipal para garantir o atendimento na qualidade total aos usuários do sistema. Também lançaremos no edital transporte coletivo rural”, reforça.

 

Ainda será implantada em um prazo de dois anos uma nova rede de transporte coletivo, baseada na integração das linhas em terminais. Uma rede projetada, inclusive, para a qualquer momento ser adequada ao sistema do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) ou de qualquer outro modal que o governo decida.

 

“Vai ser implantado quais dos modais o Bus Rapid Transit[BRT] ou Veículo Leve Sobre Trilhos [VLT}? Essa é uma decisão que não compete a Cuiabá. A capital está cobrando mas aí é o Governo do Estado que tem que definir. Quando definir, nós vamos adequar o sistema, seja ele o VLT ou o BRT”, completa.

 

As concessionárias deverão adquirir quatro veículos de baixa emissão de poluentes e dois híbridos que comporão a “frota limpa”, sendo um veículo para cada lote

Questionado se as exigências podem encarecer o preço da tarifa, o prefeito garantiu que todo o estudo foi feito dentro do valor estabelecido de R$ 4, 10. Lembrando que, no entanto, continua o impasse sobre o valor da passagem que voltou para R$ 3,85, por determinação do Tribunal de Contas do Estado.

 

Também conforme Emanuel, as concessionárias deverão adquirir quatro veículos de baixa emissão de poluentes e dois híbridos que comporão a “frota limpa”, sendo um veículo para cada lote.

 

“Uma nova rede baseada nas estações que estamos construindo será feita no sentido da integração de uma determinada estação à todas as regiões da cidade, com ônibus saindo a cada 4 minutos. Por exemplo, tendo como referenciais estações como a Estação Alencastro e Ipiranga e as outras que estamos construindo, como a Bispo que já está em licitação, CPA 3 e Coxipó. Então, toda essas estações irão formar em até dois anos uma nova rede, onde todas essas estações serão pontos de referência de embarque e desembarque, com ônibus saindo saindo de 4 em 4 minutos”,disse.

 

Polêmica

 

Recentemente, o vereador Dilemário Alencar (PROS) usou a tribuna na Câmara de Cuiabá na última terça-feira (21), para anunciar que ele e o vereador Diego Guimarães (PP), deverão propor que a Câmara Municipal instaure a CPI da Semob, para investigar a gestão do secretário de Mobilidade Urbana, Antenor Figueiredo que descumpriu ordem judicial para realizar a licitação do transporte coletivo.

 

Questionado se com o lançamento do edital o prefeito enfraquece a CPI comandada pela oposição, o gestor revelou que sua preocupação é com a população cuiabana e os compromissos que ele teria feito com ela.

 

“Estou preocupado com o meu compromisso com a população cuiabana e esses estão sendo todos cumpridos. Um a um e serão cumpridos até o final do meu mandato. A população está acompanhando e sendo a beneficiária direta desses compromissos, feitos com a nossa gente e não abro mão desse compromisso”.

 

 

 

Credito: OBomdaNoticia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *