Vigilante que não disparou arma está entre os 10 ligados no plano do comando vermelho

Rafael Medeiros – O Bom da Notícia

As investigações da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) levam à suspeita de que haja pelo menos 10 integrantes, inclusive presos do Comando Vermelho, de estarem envolvidos na tentativa de roubo seguido da morte de três dos bandidos, em confronto com a polícia, na tarde da última sexta-feira (10), no Supermercado Atacadão, no Tijucal, em Cuiabá.

Entre os investigados está a segurança, que trabalha há mais de 10 anos na empresa Brinks carro forte.

O delegado Flávio Stringueta disse ao O Bom da Notícia, que em depoimento a segurança negou envolvimento no crime e falou que teria, inclusive, tentado atirar contra o criminoso que a rendeu. “Porém, a arma dela foi periciada e não há indícios de que ela tenha puxado o gatilho, já que quando isso ocorre a bala é picotada. O que não foi o caso”, relatou o delegado.

Segundo Stringueta, até mesmo os colegas da segurança desconfiaram de sua participação diante da inércia dela perante o criminoso e seu comportamento antes da tentativa de assalto.

O celular da segurança e dos três criminosos mortos no tiroteio foram apreendidos e um pedido judicial foi feito para a extração de dados. “Do tempo da ação criminosa até a nossa chegada e apreensão dos celulares deu tempo suficiente para ela apagar as conversas, mas isso não será problema para polícia”, pontua Stringueta.

A prisão da segurança só não foi feita em flagrante, pois ainda não há provas concretas, apesar das evidências de seu envolvimento serem fortes. Investigações sobre o caso continuam e possíveis prisões podem ocorrer.

A Polícia também investiga se Dauan Félix da Silva, um dos mortos, trabalhava no supermercado, já que nas redes sociais o criminoso aparece uniformizado. O Bom da Notícia procurou a assessoria do Atacadão, que informou que Dauan nunca fez parte do quadro dos funcionários e desconhecem .

Carro roubado

Ao perceberem que o comparsa Fábio Aparecido da Costa, 26 anos, já estava morto, Luciaquino Quirino Serra de Paula, 37 anos e Dauan Félix da Silva correram para o lado de fora do mercado e roubaram um Hyundai HB20, cor prata, de uma idosa que saia do estacionamento. Ambos acabaram sendo mortos por policiais ao tentarem fugir.

A lataria do HB20 ficou com inúmeras perfurações de disparos de arma de fogo, os vidros das janelas quebrados e com o interior repleto de sangue. Com os criminosos foram apreendidas uma submetralhadora SMT 40 e pistolas PT 940 ponto 40, com brasões da PJC e da PM.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *