Passageiros da agonia

Mediante fácil observação podemos verificar que o transporte coletivo, embora sempre elencado prioritariamente nas promessas das campanhas eleitorais, continua indiscutivelmente sendo o maior e eterno problema da administração pública municipal, o tal “Calcanhar de Aquiles”.

 

Na verdade, se transformou no grande caos a indignar toda a população que vive costumeiramente ludibriada após o lenga-lenga das insistentes e vazias promessas de palanque, na ilusão e esperança que possa ter um dia um transporte coletivo mais operoso, digno e humano. Terminada a pugna eleitoral e vitoriosos os novos gestores públicos, o papo furado dos palanques vira realidade voltando a ser “TUDO COMO DANTES NO QUARTEL D’ABRANTES”.

Quem sabe nas próximas eleições a coisa muda e o sonho utópico do povo por um bom transporte coletivo possa virar realidade

Ônibus velhos, sucateados e superlotados empaçocando a todos e, assim como sardinha em lata, o passageiro segue a sua desdita cheio de tristeza e desesperança a vencer constantes desafios. As tarifas, como sempre, em valor crescente e a prestação de serviços decaindo assustadoramente.

 

Mas, quem sabe nas próximas eleições a coisa muda, novas promessas sem majoração das passagens e o sonho utópico do povo por um bom transporte coletivo possa virar realidade.

 

Achamos difícil, pois políticos não encontramos nas filas dos pontos de ônibus ou terminais. Aliás, uma das coisas que governante aprende com facilidade, através do exemplo de um outro, é aumentar impostos, por isso, e pela precariedade do serviço público prestado, todo pagamento de impostos e tarifas é sempre considerado uma doação, bem como, fazer um político entender que não deve aumentar impostos é o mesmo que querer explicar a um peru o significado do natal. Êta gente difícil!!! Tadinho do povo!

 

TEOCLES MACIEL é advogado, foi deputado estadual (86/90) pelo extinto PFL e prefeito de Barão de Melgaço (76/81) pela Arena.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *