Segurança “toma” celular de Abílio que fiscalizava obra na casa do prefeito – VEJA VÍDEO

Rafael Medeiros, da Redação

Um homem que faz a segurança do prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), se envolveu nesta quinta-feira (09), em uma discussão com o mais ferrenho opositor do gestor municipal, na Câmara, o vereador Abílio Júnior (PSC).

As primeiras informações é que o segurança de Pinheiro teria tomado à força o celular do parlamentar, que estaria nas proximidades da casa do prefeito – no Jardim das Américas -, fazendo um vídeo em frente à casa do gestor.

Ao Jornal do Ônibus, Abílio informou que estaria gravando um vídeo para a realização de uma denúncia contra o prefeito emedebista, por conta de uma obra que está sendo realizada por Pinheiro, sem autorização da Secretaria de Meio Ambiente. Ou seja, sem alvará.

B.O

b.o

Abílio afirma que o segurança agiu de forma truculenta com ele, tomando-lhe o celular.

“Eu estava mostrando que o prefeito está fazendo uma obra de forma irregular. E ele como prefeito teria que dar exemplo. Estava filmando, aí o segurança do prefeito aparece. Vindo em minha direção e, do nada, tomou o celular da minha mão e sumiu com ele. Ontem [quarta-feira, 8], eu tinha ido na Secretaria de Meio Ambiente para saber se lá havia um alvará para as reformas da obra; neste endereço, a casa do prefeito. Mostrei a foto  da obra e fui informado que não havia naquela secretaria alvará nenhum. Questionei se esse tipo de obra precisaria de alvará e fui informado que sim”, disse Abílio.

Após isso, o vereador disse que foi até a Secretaria de Ordem Pública e pediu para que uma fiscalização fosse feita no local. “A partir do momento que eu disse que a casa era do prefeito os funcionários começaram a ficar reticentes e, claro, não queriam ir ao local”, completou.

Ainda conforme Abílio, com ajuda de uma pessoa que passava na rua, conseguiu acionar a polícia. Os policias chegaram 10 minutos depois. Pois por meio do e-mail do vereador, conseguiram rastrear o aparelho.

“Assim, descobrimos que o segurança estava na Delegacia de Roubos e Furtos, no Verdão, falando que eu o tinha ameaçado”, ironizou Abílio.

O segurança e Abílio estão neste momento prestando esclarecimento sobre a situação na delegacia.

Outro lado:

O prefeito Emanuel Pinheiro emitiu uma nota sobre o caso, veja:

Nunca imaginei que um dia teria que passar por uma situação tão invasiva, constrangedora e surreal como essa que eu e minha família passamos hoje. Como cidadão, tenho direito à privacidade dentro do meu lar.

Hoje o vereador Abílio Brunini, passou de todos os limites possíveis e imagináveis. Com seu celular nas mãos, tentou invadir a minha residência aos gritos e proferindo palavras de baixo calão, dando um verdadeiro show de mediocridade. Abílio ameaçou, intimidou e humilhou nosso prestativo motorista Jonai que tentou evitar o ato. Mas o crime de invasão já havia sido cometido, uma vez que fez imagens de drone da minha residência, invadindo, assim, a minha privacidade e da minha família.

Chega! Esse indivíduo precisa ser detido! Não posso aceitar como cidadão e como prefeito da Capital, uma atitude como essa! Passa de todos os limites toleráveis. O que ele faz não é oposição, o que ele faz é desrespeito, uma afronta com o direito de qualquer cidadão.
Cuiabá não merece esse tipo de representante. Não podemos descansar enquanto esse indivíduo não for responsabilizado pelos seus atos inconsequentes e de mau-caratismo, com o objetivo claro e gratuito de me atingir e promover o “quanto pior melhor”.

Política não é isso, política não é agressão, falta de respeito e invasão de privacidade. Cuiabá merece mais do que um representante que persegue, ofende e zomba das pessoas.
Minha família não merece isso! Ninguém merece isso! Ele não vai ficar impune! Vou pedir às autoridades competentes que tomem as devidas providências contra esse indivíduo, uma vez que outras famílias também correm o risco de terem sua privacidade invadida.
Espetáculos desse nível, apenas para se promover politicamente, desrespeita não apenas a mim e a minha família, mas desrespeita a nossa cidade e toda família cuiabana.

Eu e minha família repudiamos totalmente atos dessa natureza!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *