Saúde divulga balanço parcial da vacinação contra a gripe e alerta que data final é dia 31 de maio

Da redação (com informações da assessoria)

 

 

 

A Secretaria Municipal de Saúde de Várzea Grande divulgou nesta quarta-feira, 08, o balanço parcial da Campanha de Nacional de Vacinação contra o vírus Influenza A (H1N1), transmissor da gripe. A ação de prevenção teve inicio desde o dia 10 de abril e realizou o Dia D no último sábado, 04, em todo o município de Várzea Grande. Até a data de hoje (8) foram aplicadas 28.494 doses da vacina, o que corresponde a 48.55% da população pertencente aos grupos de risco que é de 58.690 pessoas.

De acordo com os dados divulgados, em alguns grupos de risco a porcentagem chega a 50%, mas na maioria esse percentual não foi alcançado ainda. A meta preconizada pelo Ministério da Saúde é de vacinar 95% deste público. Lembrando que a campanha segue até o dia 31 de maio e pode ser prorrogada caso haja necessidade.

Segundo dados da Vigilância Epidemiológica-crianças de 6 meses a menores de 6 anos (5 anos, 11 meses e 29 dias), foram aplicadas 10.367 doses, 44,48% do total de 23.308. No grupo gestantes foram aplicadas 1.544 doses, 46.05% do total de 3.353 que precisam ser vacinadas. Puérperas com até 45 dias após o parto, 343 imunizações do total de 551, o que representa 62.25% já alcançada. Idosos com 60 anos ou mais, foram 9.996 pessoas imunizadas, 54.24% do total de 18.430 pessoas alvo. Professores das redes públicos e privadas alcançaram a meta de 43.55%, foram aplicadas 1.495 do total de 3.433. Pacientes com comorbidades (portadores de doenças crônicas) foram 2.925 doses aplicadas do total de 8.051, apenas 36.33% da meta. Os profissionais das forças armadas, pessoas privadas de liberdade (reeducandos e adolescentes internados em medidas socioeducativas) e funcionários do sistema penitenciário não possuem meta estipulada, esse grupo somou o total de 559 doses aplicadas.

A Gerente da Vigilância Epidemiológica de Várzea Grade, Relva Cristina de Moura, lembra que a campanha segue por todo o mês de maio, e que é muito importante que todos do grupo prioritário busquem uma das 19 unidades mais próxima de sua residência para estar fazendo a imunização. Relva destaca ainda que uma das principais dúvidas da população é em relação aos efeitos colaterais da vacina. Segundo ela, a vacina é eficaz e não provoca reações graves.

O secretário Municipal de Saúde, Diógenes Marcondes disse que a preocupação da Secretaria de Saúde é com as crianças, gestantes e pessoas com comorbidades (doenças crônicas) que estão com índice de cobertura muito baixo. “É importante que as crianças recebam a vacina de influenza para se protegerem não só da gripe, mas também de suas complicações como a pneumonia, que tem maior ocorrência na época do inverno”, destacou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *