OPINIÃO DO DIA – JANAINA RIVA SE CONSOLIDA COMO NOME FORTE DA POLÍTICA MATO-GROSSENSE

A Deputada Janaina Riva conquistou, por seus próprios méritos, o posto de Presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso (ALMT).
Com a licença do Presidente, a jovem e atuante deputada, primeira na linha sucessória, assume a função como a primeira mulher, na história da Casa, a presidir os trabalhos.

Alair Ribeiro/MidiaNews

Janaina tem feito um trabalho contínuo de ampla cobertura nas redes sociais, onde dá demonstrações frequentes de sua atuação, ideologia e discussão de seus projetos e metas.
A mais votada deputada desta legislatura chega ao segundo mandato com experiência e bagagem de gente grande.
Transformou-se, em função de seus posicionamentos firmes, contundência nos discursos e poder de convencimento, numa das cabeças de frente da Assembleia.
Com cacife reforçado pelo seu partido e lideranças, vem sendo cogitada a pleitear a disputa para prefeitura de Cuiabá com uma ampla coligação de partidos.
Nos episódios onde defende e encampa a luta de funcionários públicos, obteve destaque e tornou-se a porta voz da categoria de forma muito natural.
Constantemente é convocada pelos líderes sindicais da categoria para participar de suas pautas e elaborar suas reivindicações.
Esta participação ativa tem feito com que rumores de bastidores a insuflem e ascendam à chama da possibilidade de disputa ao Governo do Estado.
Cabeças brancas da cena política estadual acham prematura esta postulação, haja vista que o novo governo instalado, em franco processo de recuperação do Estado, vem demonstrando, com suas ações, que um sucesso premente anunciado, poderá transformar o atual governador em franco e absoluto candidato a reeleição com chances indiscutíveis de vitória.
No páreo, Eduardo Botelho (DEM) que é visto, pelo atual prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB) – que apesar dos desgastes políticos está fazendo uma boa administração pública e, por isso, merece os créditos –; como um grande coringa para as eleições municipais de 2020, pois está habilitado para concorrer às prefeituras de Cuiabá e Várzea Grande.
Na Cidade Verde, Botelho tem um grande potencial de aglutinação em torno do seu nome. Para Várzea Grande, onde ele tem base e conta com o apoio do senador Jayme Campos (DEM), da atual prefeita, Lucimar Campos (DEM); além de ter o apoio de Júlio Campos – ex-prefeito de Várzea Grande, ex-governador de Mato Grosso (1982 e 1986), ex-deputado federal constituinte (1988), ex-senador e ex-conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE).
Há, ainda, um terceiro caminho, caso se confirme a cassação, pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), de Selma Arruda (PSL); o democrata tem nome forte para disputar a vaga no Senado Federal.
Caso Botelho opte por Várzea Grande ou por Brasília, uma avenida se abre para Janaina Riva consolidar o seu nome para a prefeitura de Cuiabá. A atual presidente da Casa de Leis já provou que faz voo próprio e independente da carreira política do pai, José Riva; mas, não há como negar que conta com o apoio, mesmo que implícito, de figurões ligados ao patriarca.
Cartas sendo postas, presidência nas mãos, a Deputada decola em céu de brigadeiro rumo a seu futuro político com a tranquilidade de quem sabe o que está fazendo.

Aguardemos!

JPM – João Pedro Marques é Advogado e Jornalista com escritórios em Brasília e  Mato Grosso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *