Mutirão Rural beneficiou moradores do assentamento São Miguel no Sadia III

Da redação (com informações da assessoria)

 

 

 

A comunidade rural do assentamento São Miguel, no Sadia III, em Várzea Grande, recebeu no último sábado a 6º edição do ‘Mutirão Rural’, evento que leva ações de cidadania e serviços à população concentrada na zona rural. A ação, a primeira desse ano no Município, abriu ontem o calendário comemorativo aos 152 anos da cidade, festejados no próximo dia 15.

Não eram sete da manhã e muitos moradores do Sadia III já faziam fila para garantir atendimentos, especialmente os disponibilizados na área da saúde e expedição de documentos. A mobilização, realizada na Escola Municipal de Educação Básica (EMEB), ‘Bianka Lorena da Rocha Capilé’, ofertou cerca de 40 tipos diferentes de atendimento. A comunidade está localizada a cerca de 40 quilômetros do Centro de Várzea Grande.

O Mutirão Rural é coordenado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural Sustentável em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – Senar e órgãos públicos do poder estadual e municipal.

Como explicou a secretária Helen Farias Ferreira, o mutirão tem como objetivo facilitar, ofertar comodidade e promover cidadania e a integração entre essa população rural e os órgãos públicos. “O Mutirão Rural é um evento que possibilita a presença efetiva do poder público na área rural, seja ofertando serviços, ações, capacitação, políticas sociais e o melhor de tudo, resgata a autoestima de quem está distante da cidade, trazendo cidadania”. Esse é o quarto ano de ações nesse modelo ofertadas pela prefeitura, Senar/MT e parceiros.

Um dos diferenciais desse modelo é a oferta de serviços específicos ao campo trazidos pelo Senar\\MT como a oficina de manutenção de tratores agrícolas e oficina de planejamento e aproveitamento de alimentos. O supervisor da Regional Cuiabá do Senar/MT, Natalino Márcio Viana, contou que para essas duas ações a procura é grande e por isso as vagas se esgotam rapidamente. “Cada edição do ‘Mutirão Rural’ costuma registrar cerca de 1,2 mil atendimentos pois todo o serviço trazido à população do campo é totalmente voltado às necessidades das comunidades rurais.

O Senar traz para o evento um caminhão que se transforma em consultórios médico e odontológico. Os atendimentos são prestados por meio de profissionais que atuam no Município. “Esse modelo de mutirão só é possível porque há a união de esforços, especialmente com os municípios que promovem, juntamente conosco, essa ação. Essa soma de esforços resulta em atendimentos que fazem a diferença para população rural”.

‘Seo’ Serventino dos Santos, morador da comunidade, foi um dos chegou cedinho para garantir uma senha para consulta médica. Se queixando de mal-estar em razão da hipertensão, ele foi o segundo a ser atendido e saiu do mutirão com uma receita médica. Como explicou, na idade dele – quase 80 anos – é difícil sair de casa e percorrer vários quilômetros até o Centro de Várzea Grande.

Também se aproveitando da oportunidade e da proximidade com a sua casa, o pequeno agricultor Feliciano Melo Lima também participou da ação para realizar uma consulta médica e então sair com um encaminhamento para um especialista.

Para a dona-de-casa Benedita Conceição, mas do que uma oportunidade para resolver pendências, o mutirão ajuda no orçamento doméstico. “Cada passagem até o Centro da cidade custa R$ 29, ou seja, quase R$ 60 para ir e voltar. Quando a gente sai daqui, raramente consegue resolver tudo em um dia, aqui vou fazer consulta com o dentista e atualizar o Bolsa Família”.

Rosivani Gonçalves trouxe os irmãos mais novos para fazer a carteira de identidade, pois a mãe estava trabalhando e ela veio aproveitar a oportunidade de fazer o documento de forma rápida e gratuita. “Minha avó, minha tia, amigas minhas, todas vieram hoje aqui, cada uma atrás de um serviço”.

O MUTIRÃO – Entre os serviços oferecidos estavam atividades esportivas com educador físico, atividades artísticas, palestras técnicas, emissão de carteira de trabalho e carteira do pescador, emissão de fotografia 3X4, emissão de Cadastro de Pessoa Física e carteira de identidade (segunda via), atendimento médico e odontológico, triagem de enfermagem, teste rápido de HIV, glicemia e Hepatites B e C, confecção do cartão do SUS, cadastro do Bolsa Família e Bolsa Idoso, orientações ao consumidor e orientações de trânsito, palestras, emissão de certidões (casamento e nascimento), plastificação de documentos, orientações jurídica da Defensoria Pública, distribuição de mudas de árvores nativas e frutíferas, dispensação de medicamentos, atendimento do Indea, emissão de Título de Eleitor e alistamento militar, palestras da Polícia Ambiental, teatro de fantoches da Guarda Municipal, entre outros serviços. A edição contou ainda com a presença da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer), que pousou ao lado da escola um helicóptero, chamando à atenção de todos os presentes, especialmente das crianças e da Banda Municipal, que se apresentou à comunidade pela primeira vez.

O Sadia III é uma comunidade antiga e de tradição na produção de alimentos, especialmente de legumes, frutas e piscicultura.

Já foram realizadas, em Várzea Grande, outras edições do Mutirão Rural beneficiando o Sadia III, o Distrito de Bonsucesso, evento que contemplou também os moradores do Praia Grande, Pai André e do Capão Grande, Sadia I e novamente o Sadia III.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *