Sala da Mulher em Ação oferece serviços de cidadania a 800 pessoas do bairro Pascoal Ramos, em Cuiabá

Da redação (com informações da assessoria)

 

Imagina em um dia, no mesmo lugar, você retirar a 2ª via de sua identidade, a 1ª via do Registro Geral (RG) de suas duas filhas, buscar orientação de direitos junto à Defensoria Pública, fazer constelação familiar, usufruir de terapias integrativas, almoçar e, ‘de quebra’, mudar a cor do cabelo e fazer a manicure. Tudo gratuitamente.

Estes serviços e muitos outros compuseram a 4ª edição do projeto Sala da Mulher em Ação – a primeira de 2019, realizada pela Assembleia Social (transformação da Sala da Mulher) na Escola Estadual Pascoal Ramos, no bairro de mesmo nome, em Cuiabá, na última sexta-feira (12), quando foram atendidas mais de 800 pessoas.

O Sala da Mulher em Ação foi pensado para levar serviços prestados pelo braço social da Assembleia Legislativa de Mato Grosso e ações de cidadania a municípios do interior do Estado, como forma de descentralizar as atividades da Casa de Leis. Esta edição foi programada para Cuiabá a fim de celebrar os 300 anos da capital de Mato Grosso – e contemplou uma região distante do Centro Político Administrativo.

Dentre os serviços da Assembleia Social e seus parceiros, foram oferecidas oficinas de desenho em papel; de customização de roupas; de ponto cruz e de automaquiagem; exposição de telas da artista plástica Dani Xu; terapias de constelação familiar com Lauro Coach; exibição do filme Bala Perdida, com Nico e Lau e direção de Luiz Marchetti; e cuidados estéticos, como manicure e tratamento capilar.

Outras parcerias foram firmadas e novos serviços oferecidos: o Espaço Cidadania da ALMT, com emissão de 1ª ou 2ª via da identidade; a Defensoria Pública do Estado de Mato Grosso, com orientações jurídicas e abertura de processos para resguardar direitos; o Espaço Saúde, com terapias integrativas, com a equipe Graça Reiki; o Qualivida (ALMT), com palestras sobre ‘prevenção de infecções sexualmente transmissíveis’, sobre ‘gravidez precoce’ e ‘Lar seguro e trabalho seguro’; e o Centro de Referência em Direitos Humanos do Estado de Mato Grosso, com palestras sobre ‘Direitos da Mulher’, especialmente, para combater a violência doméstica e o feminicídio.

Fotos: FABLICIO RODRIGUES / ALMT

Cristiane Corrêa mora no Pascoal Ramos e ficou sabendo do Sala da Mulher em Ação por divulgação de uma vizinha. No mesmo dia, emitiu a 2ª via de sua identidade e a primeira via de duas de seus três filhos, as pequenas de seis e nove anos. Enquanto esperava a senha, aproveitou para pintar as unhas. “Gostei muito do serviço, fui muito bem atendida e foi tudo muito rápido”, avalia.

Adriana Aparecida Alves trabalha na unidade escolar e aproveitou o dia de ‘mutirão’ para usufruir de alguns serviços. “Este tipo de atividade poderia vir para cá [região do bairro Pascoal Ramos] uma vez por mês nas escolas. Aqui é longe de lá [Assembleia Legislativa]. Isso iria até desafogar os órgãos”, sugere.

Andressa Emilaine Ribeiro Soares é aluna da Escola Pascoal Ramos e se interessou pela oficina de automaquiagem, pois queria “aprender a se maquiar melhor”. “Eu não me considero vaidosa e quis aprender a escolher melhor os produtos de maquiagem”, contou.

A diretora da Sala da Mulher, Daniella Paula Oliveira, se mostrou muito grata com as parcerias firmadas para a realização do Sala da Mulher em Ação, especialmente com a escola, que abriu as portas para atender a população da região. Agradeceu ainda os prestadores de serviço, sua equipe de funcionários e, claro, todos que aceitaram o convite e foram à escola usufruir do projeto. “Toda nossa gratidão pelo comprometimento de todos em, cada vez mais, aproximar a Assembleia Legislativa da comunidade”, sintetizou.

A diretora da escola, Azenil Padilha, esteve o dia todo à disposição do Sala da Mulher em Ação e, claro, aproveitou para usufruir dos serviços oferecidos. “Eu estou há três anos na escola e, neste período, é a primeira vez que está acontecendo isso [oferta de serviços em mutirão]. Até para mim, está sendo uma surpresa, mas estou gostando bastante!”, exclama animada.

O secretário de Finanças da ALMT, Ricardo Adriane, representando a presidência da Casa de Leis, também contemplou o projeto social. “É importante levar a Assembleia Legislativa para onde o povo está”, resumiu, garantindo que é objetivo do Poder Legislativo promover mais ações como essa, a fim de chegar aos bairros da extensa Cuiabá e aos municípios mato-grossenses.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *