Sem categoria

Shopping Popular doa 51 cestas de alimentos para colaboradores da Santa Casa

Publicado

na

Da redação (com informações da assessoria)

 

Para ajudar os colaboradores da Santa Casa de Misericórdia – que segue fechada oficialmente há um mês em Cuiabá –, o Shopping Popular fez a entrega de 51 cestas de alimentos não perecíveis. As doações – que são resultado de um pedágio solidário realizado durante uma semana no estabelecimento – foram entregues na última sexta-feira (12.04) para os representantes da comissão de colaboradores da instituição filantrópica de saúde.

Conforme explica o presidente do Shopping Popular, Sivaldo Oliveira, a ação teve como objetivo auxiliar as equipes da Santa Casa de Misericórdia que permanecem sem salário há cerca de seis meses. “Quando há uma necessidade especial e social dessa magnitude, os associados, lojistas e clientes do Shopping Popular estão sempre prontos para contribuir com o próximo. Afinal, são nossos irmãos e estão passando dificuldade. Esses sacolões devem fazer a diferença”, pondera.

Pensamento reiterado pelo comerciante Ari Mundim, que auxiliou na arrecadação e entrega dos alimentos. “Somos seres humanos e nos sensibilizamos com a situação deles. Nosso coração está cortado. Não estamos nenhum pouco feliz com essa situação”, destaca. Para a associada Otília Martins, esta é um “doação feita com todo o coração e amor. Esperamos que eles estejam em breve com os salários em dia”.

Leia Também:  Repórter da Record sofre sequestro-relâmpago em Salvador

De acordo com a integrante da comissão de colaboradores da Santa Casa, Eddyane Figueiredo, atos como este demonstram que a sociedade cuiabana está mobilizada em prol da situação em que eles se encontram. “A maioria das doações foram de pessoa física. Foram poucas empresas que, como o Shopping Popular, vieram e doaram cestas básicas. Isso mostra que o ser humano tem amor dentro do coração e quer ajudar. Nós agradecemos”, ressalta.

André Lara, da comissão de colaboradores, complementa que esse tipo de contribuição é bem-vinda para auxiliar na alimentação das famílias das equipes da Santa Casa. “Estamos totalmente perdidos. Não sabemos quando nossos salários irão sair. Esse sacolão ajuda muito. Não temos condições de fazer a compra do mês”, finaliza.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sem categoria

Prazo para requerer auxílio emergencial da cultura termina neste sábado (24.10)

Publicado

na

Termina neste sábado (24.10) o prazo para solicitação do auxílio emergencial da cultura previsto na Lei Aldir Blanc. Uma das ações emergenciais executadas pelo governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel), a transferência da renda diretamente aos trabalhadores visa minimizar os impactos da pandemia no setor cultural.

De acordo com os prazos atualizados no regulamento geral do cadastramento, O resultado da análise deste último lote de solicitações será divulgado a partir do dia 10 de novembro.  Os cadastros aprovados serão pagos a partir de 20 de novembro e os demais autorizados após recursos, a partir de 03 de dezembro.

A requisição é feita na plataforma www.estadodoamanha.com.br, a única para a solicitação do benefício no estado. Gerida pela Secel em cooperação com a Central das Organizações do Estado de Mato Grosso (Cordemato), a plataforma recebe os dados da solicitação que serão analisados, validados e aprovados de acordo com critérios estabelecidos na regulamentação federal.

O valor da renda emergencial é de três parcelas mensais de R$ 600,00 que serão pagas de uma única vez.  Mulheres provedoras de família monoparental recebem o dobro do valor. 

Para requisitar, o interessado deve completar as etapas de preenchimento do formulário de solicitação, que inclui a aceitação do termo de autodeclaração de que está apto a receber o auxílio emergencial. Uma equipe de apoio fica disponível das 8h às 00h para tirar dúvidas pelo chat da plataforma.

Têm direito ao benefício todos os profissionais que atuam na cadeia produtiva da cultura, como artistas, curadores, contadores de história, técnicos, produtores, professores de escolas de arte e de capoeira, dentre outros.  Dentre os requisitos, o profissional com atividades interrompidas precisa evidenciar a atuação nas áreas artística e cultural nos últimos dois anos, não ter emprego formal ativo e não ser beneficiário do auxílio emergencial do início da pandemia e nem de outros programas federais previdenciários ou assistenciais, a exceção é o bolsa-família.

Até a manhã desta sexta-feira (23.10), foram contabilizadas somente 446 solicitações do auxílio no estado.  A sobra dos recursos programados para execução dessa ação emergencial será realocada nos editais da Secel que abrangerão todos os segmentos culturais e atenderão mais de 500 projetos. 

Serviço

Auxílio emergencial da cultura

Prazo final de solicitação: sábado (24.10)

Plataforma para solicitação: www.estadodoamanha.com.br

Critérios para receber o benefício: cartilha 

 

Leia Também: 

Fonte: GOV MT

Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA