Dados mostram quase 20 mil ocorrências registradas em menos de 100 dias

Com assessoria

A Polícia Militar atendeu 19.507 ocorrências nos três primeiros meses de 2019. O número foi apresentado na manhã desta sexta-feira (12.04), pelo comandante-geral da PM, coronel Jonildo José de Assis, no auditório do Comando Geral.

Os números incluem 397 prisões por mandados em aberto e 2.994 prisões em flagrante, 453 apreensões de armas de fogo e 89 de simulacros de arma. No total, 9.335 pessoas conduzidas à delegacia e foram registradas 664 ocorrências de tráfico de drogas. No trânsito, quase 22 mil pessoas foram abordadas e 3.341 testes de alcoolemia foram realizados.

O coronel Assis destacou que os números mostram as ações ostensivas e de repressão a criminalidade, que buscam combater o crime na hora em que ele acontece. “Muita das ocorrências foram registradas logo depois do crime praticado, ou horas depois. Graças ao empenho da tropa na rua, os dados são significativos”. Ele destacou os 639 veículos que foram localizados ou recuperados neste ano.

De acordo com o comandante-geral, a ideia é continuar realizando operações. Somente neste ano, 17 operações já foram realizadas em todo o Estado, mas é preciso abrir novas frentes de trabalho. “O crime é mutável, por isso trabalhamos com inteligência interligada com os demais órgãos da Segurança Pública, para que possamos empregar o policiamento de forma mais efetiva”.

Polícia cidadã

Outras ações destacadas pelo coronel Assis foram aquelas que salvaram vidas de crianças e adultos, em ocorrências de afogamentos e primeiros-socorros. Ele também lembrou as ações em escolas da rede pública e privada, como Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd) e a Operação Escola Segura, com policiamento ostensivo no entorno das unidades.

Também foi ressaltado o trabalho da Patrulha Maria da Penha, desenvolvido com a participação do Judiciário, Ministério Público e outras entidades, para coibir a violência doméstica e proteger as suas vítimas. “Queremos que a sociedade confie na PM, que é formada por homens e mulheres, pais e mãos de família. São cidadãos comuns que sonham em viver e harmonia, assim como qualquer pessoa”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *