CRISE: Reestruturação de carreira militar provoca divisão entre cúpula e base.Confira outras informações na coluna JPM

TROPA ALTERADA

Os bastidores das tropas militares estão agitados. O texto da  proposta em estudo pelo governo de reestruturação da carreira militar, deve ser apresentado ao Congresso até amanhã  e está nos últimos dias  provocando reclamações e inquietações na  inquietação na tropa. Durante o fim de semana circularam por grupos de WhatsApp de militares várias versões da proposta. A temperatura das discussões se elevou porque uma delas sugere a criação de gratificações somente para oficiais de alta patente pela participação em cursos de habilitação militar, sem contemplar sargentos e suboficiais.

PANOS QUENTES

Para tentar acalmar os ânimos, o  presidente da República em Exercício, Hamilton Mourão, vai tratar dos ajustes finais da proposta de Previdência dos Militares, em reunião nesta terça-feira 919) com o   o ministro da Defesa, Fernando Azevedo.  “A previsão é que o texto seja enviado ao Congresso na quarta-feira, 20. O ministro vem mostrar como é que está o projeto, porque amanhã o presidente (Bolsonaro) chega e vai despachar no Alvorada. Então, eu tenho que olhar antes para ver se está tudo ok.”disse Mourão.

LAVA TOGA

Diante da  possibilidade de senadores protocolarem pedido de abertura da CPI da Lava Toga, para investigar eventuais abusos no Poder Judiciário, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), afirmou na noite desta segunda-feira, 19, que a medida não faria bem para o Brasil. As declarações foram dadas em entrevista ao programa Roda Viva, da TV Cultura.“Topo fazer um diálogo em relação à reforma e ao aprimoramento da questão do Judiciário. Não vejo nesse momento uma CPI do Judiciário e dos tribunais superiores. Não vai fazer bem para o Brasil”, afirmou.

BOLSONAO x TRUMP

No terceiro dia de sua visita oficial aos Estados Unidos, o presidente Jair Bolsonaro será recebido pelo líder norte-americano Donald Trump nesta terça-feira (19). O encontro acontecerá na Casa Branca.O presidente brasileiro chegou aos Estados Unidos no último domingo (17) em Washington, e retorna para Brasília na noite de terça-feira (19), com previsão de chegada na quarta-feira (20) de manhã.Na quinta-feira (21) Bolsonaro irá para o Chile, onde participa da Cúpula do Prosur, grupo que se destina a implementar medidas de interesse comum dos países da América do Sul.

 

MORO NOS EUA

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, faz parte da comitiva presidencial e assinou na segunda-feira (18), em Washington, dois acordos de cooperação entre os órgãos de investigação dos países.Um destes acordos prevê que a Polícia Federal e o Federal Bureau of Investigation (FBI) troquem informações biométricas de investigados. Segundo Moro, a medida visa combater organizações criminosas que atuem nos dois países.

DISCURSO EFICIENTE

O ministro da Economia, Paulo Guedes, cobrou ontem em Washington  que os Estados Unidos se abram para o Brasil e disse que apesar de ele e do presidente Jair Bolsonaro amarem os EUA, o Brasil irá negociar com quem estiver disposto a negociar.Guedes lembrou que, ao contrário da China, o Brasil tem déficit comercial com os Estados Unidos. Ele fez um convite para que os EUA façam uma parceria com o Brasil e pediu o apoio norte-americano para a entrada brasileira na Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE)

DE NOVO

O ex-governador do Paraná Beto Richa  foi preso, pela terceira vez, na manhã de hoje (19). A ação é do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Paraná. De acordo com a assessoria do MP, no âmbito da Operação Quadro Negro, foram presos também Ezequias Moreira e Jorge Atherino. A operação apura a suspeita de desvios de recursos destinados à construção e à reforma de escolas no Paraná.

ECONOMIA

O Índice Geral de Preços–Mercado (IGP-M), usado no reajuste de contratos de aluguel, registrou inflação de 1,06% na segunda prévia de março.O resultado ficou acima da inflação verificada na segunda prévia de fevereiro (0,55%).Os dados foram divulgados hoje (19), no Rio de Janeiro, pela Fundação Getulio Vargas (FGV).A inflação pelo IGP-M é de 8,05% em doze meses.A alta da taxa foi puxada pelos preços no atacado e no varejo. A inflação do Índice de Preços ao Produtor Amplo, que mede o atacado, subiu de 0,73% em fevereiro para 1,41% em março.Já o Índice de Preços ao Consumidor, que mede o varejo, passou de 0,17% para 0,5% no período.
E o Índice Nacional de Custo da Construção teve queda. Ele passou de 0,29% na prévia de fevereiro para 0,11% na prévia de março

FRASE DO DIA

“Não podemos criar ódios entre nós, mas excessos não serão admitidos. Canalhices e cretinices, como disse o (ministro do STF) Gilmar Mendes, não podem ser admitidas, e as senhoras e os senhores, os juízes, têm de impedir que excessos sejam cometidos. Porque somos os moderadores da sociedade. Nós é que temos que ser os prudentes. O que não pode haver é excesso ou heróis. Não é a ação de heróis que resolve. São as instituições”,  afirmou  o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *