Mauro Mendes é hostilizado por produtores rurais em Sorriso

O governador Mauro Mendes (DEM) foi recebido sob vaias no evento que marca o fim colheita da soja e início do plantio do milho “safrinha” promovido pela empresa Sempre Sementes, na manhã desta sexta-feira (15), em Sorriso. A solenidade é marcada pela primeira visita oficial do vice-presidente da República, general Hamilton Mourão (PSL), a Mato Grosso.

Uma plateia formada de prefeitos, mas, principalmente, por agricultores e líderes do agronegócio mostrou descontentamento com a aprovação do projeto de lei que taxa as operações comerciais do setor.

Produtores ouvidos pela reportagem do LIVRE reclamaram da forma de governar de Mendes, segundo eles, sem diálogo, o que estaria prejudicando o setor produtivo como um todo. “Não só de commodities, mas de quem produz e gera renda”, disse um deles.

A taxação do agronegócio promovida por Mendes será via o Fundo de Estadual de Transporte e Habitação (Fethab). Uma nova lei, aprovada no fim de janeiro e já sancionada pelo governador, aumentou as alíquotas cobradas de sojicultores, pecuaristas e madeireiros. A nova regra também afetou quem planta algodão.

De acordo com a nova lei, os produtores vão pagar contribuições ao Fethab até sobre a parcela da produção que é exportada e que, de acordo com a Lei Kandir (federal), é isenta de cobrança de ICMS.

Fonte:  Gabriele Schimanoski – O LIVRE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *