Penitenciária Central qualifica reeducandos com cursos profissionalizantes

Cinquenta e oito reeducandos da Penitenciária Central do Estado, em Cuiabá, receberam nesta terça-feira (18.12), os certificados de conclusão dos cursos profissionalizantes de instalador hidráulico, pedreiro e pintor. As capacitações foram realizadas entre outubro e dezembro pela Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai-MT).

Para Hercolins de Amorim Cândido, 32 anos, o curso de pintor de obras foi uma excelente experiência, uma oportunidade única da qual a família se orgulha. Quando estava recluso em outra unidade prisional, ele fez o curso de pedreiro, mas conta que não gostou tanto quando deste último. “Meu maior sonho é ser enfermeiro, enquanto isso não acontece eu abraço qualquer chance de me qualificar”, diz Hercolins, que está preso há quatro anos.

O superintendente Penitenciário da Regional Leste, Gilberto Rondon Carvalho, parabenizou os formandos e os servidores pelo empenho na realização dos cursos e ainda lembrou que antes era difícil levar capacitações para a PCE, em virtude do perfil de custodiados do local. “A PCE vive um outro cenário. Hoje temos presos que saem para os trabalhos extramuros, que se qualificam, coisas que não existiam no passado e isso é muito gratificante porque é uma quebra de paradigmas”.

O Senai é parceiro em diversas unidades prisionais com a oferta de cursos. Levar profissionais até a PCE foi uma novidade para a instituição. Segundo a pedagoga do Senai, Ana Cristina da Silva Araújo, o objetivo é qualificar pessoas, independente da crença, cor e local onde vive. Os cursos na penitenciária foram realizados pela Escola Senai da Construção, localizada no Distrito Industrial de Cuiabá.

Quem também acredita que para a qualificação não há fronteiras é a coordenadora pedagógica da penitenciária, Rozelvira Sales. Para ela, todo ser humano tem direito ao estudo e a vida, o que não pode ser diferente para a população carcerária. Com base neste propósito, a pedagoga informa que estão programados novos cursos para 2019: de mecânico de refrigeração residencial e costura de máquina reta e overloque, todos em parceria com o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec prisional).

Participaram do evento o diretor da PCE, Revetrio Francisco da Costa, representantes do Grupo de Apoio às Famílias de Reeducandos (Gafar) e da Associação dos Servidores da Penitenciária Central (Aspec), além dos novos servidores do Sistema Penitenciário que estão no curso de formação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *