Cotidiano

Primeira-dama entrega kits de enxoval à grávidas assistidas pelo programa ‘Meu Parto’

Publicado

na

Dando continuidade às atividades do programa Meu Parto, 12 kits completos de enxoval serão entregues pela primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro, às gestantes inseridas neste projeto piloto, atualmente, desenvolvido no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Dr. Fábio I.

A entrega compõe o rol de ações do programa que tem o objetivo de promover maior autonomia da gestante, estimulando a participação ativa e consciente do processo de parturição e assim assegurar mais informação, segurança e qualidade de vida até o momento do parto.

São 12 mulheres assistidas pela Secretaria de Assistência Social e Desenvolvimento Humano, em conjunto com a equipe multidisciplinar do programa, sendo duas com o processo de gestação finalizado e as outras em acompanhamento.

 

Serviço

Assunto: Entrega de Kits de Enxoval

Data: 19 de Outubro

Horário: 15 horas

Local: Auditório da Secretaria de Assistência Social –  Avenida as Torres, 743 · Bairro, Renascer

Leia Também:  Extinção do DPVAT coloca em risco direitos da população mais vulnerável, alerta OAB-MT
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cotidiano

Mato Grosso registra 100 mortes de crianças indígenas

Publicado

na

Com base na Lei de Acesso à Informação (Lei 12.527/2011), o Conselho Indigenista Missionário (Cimi) obteve dados oficiais relativos à mortalidade na infância relativos a mortes de crianças indígenas de 0 a 5 anos.

Os dados parciais dão conta da morte de 825 crianças. Destas, 100 óbitos em Mato Grosso.

Os demais óbitos foram nos estados do Acre (66), Alagoas (3), Amazonas (248), Amapá (9), Bahia (16), Ceará (3), Maranhão (29), Minas Gerais e Espírito (24), Mato Grosso do Sul (51), Pará (49), Paraíba (4), Pernambuco (17), Paraná (11), Rio Grande do Sul (18), Rondônia (7), Roraima (133), Santa Catarina (7), São Paulo (6) e Tocantins (24).

Os dados fazem parte do relatório “Violência contra os povos indígenas do Brasil – 2019”.

“O maior número de mortes se deu entre crianças do sexo masculino, com 447 óbitos, sendo que os casos de crianças do sexo feminino foram 378”, apontou relatório.

O Estado do Amazonas registrou o maior número de óbitos de crianças indígenas, com 248 ocorrências, seguido de Roraima, 133 óbitos. “Mato Grosso vem a seguir, com o registro de 100 óbitos de crianças, especialmente entre o povo Xavante, com 71 mortes”, reforça.

Conforme o Cimi, as diversas mortes ocorreram por doenças tratáveis, como broncopneumonia, desnutrição, diarreia, malária ou pneumonia. Um total de 114 crianças vieram a óbito por diferentes tipos de pneumonia.

Outras 53 morreram por diarreia e gastroenterite de origem infecciosa presumível. O órgão de assistência à saúde registrou também 28 óbitos de crianças por morte sem assistência.

Fonte: Diário de Cuiabá

Leia Também:  Dicas para usar da melhor maneira o FGTS Emergencial
Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA