Sem categoria

Prefeitura reforça interface cultural e econômica da gastronomia no Pantanal Cozinha Brasil

Publicado

na

A interface estabelecida entre cultura e gastronomia deu tom ao discurso do secretário adjunto de Cultura, Esporte e Turismo, Justino Astrevo, durante a abertura do Pantanal Cozinha Brasil, na noite de quarta-feira (9). O evento se estendeu até quinta-feira (10), sob o tema “O que estamos comendo? De volta às origens”, conta com oficinas práticas, palestras, jantares, feira de produtos e degustação.

Nomes importantes do setor, como os chefs de cozinha André Mifano, Carol Manhozo e Wal Untar integram a programação compartilhando conhecimento com os inscritos.

Boa parte das atividades é gratuita, como as oficinas práticas infantis, Fun Food Park (praça de alimentação com food trucks e bikes), e o Empório do Produtor, organizado pelo Sebrae junto a pequenos produtores de orgânicos e produtos artesanais.

Representando o titular da Pasta, Francisco Vuolo, Justino destacou que Mato Grosso tem uma gastronomia forte e rica e deve ser usada como um ativo turístico. “A gastronomia tem essa liga estreita com o turismo, com a cultura e, consequentemente, com o desenvolvimento econômico, uma vez que se apresenta como atividade geradora de emprego e renda”, disse.

Neste contexto, ele reforça a importância da participação da Prefeitura de Cuiabá no encontro, o que soma aos esforços da gestão para a consolidação de Cuiabá como um destino turístico. Para reforçar tais ações, a administração montou um estande no Centro de Eventos, onde promove a degustação de pratos feitos a partir da mandioca, alimento escolhido como tema para esta edição.

Leia Também:  Bairro Nova Canaã recebe, gratuitamente, oficina de artesanato

O vice-reitor da Universidade de Várzea Grande (Univag), Flávio Foguel, disse ser de muito valor para a instituição atuar como correalizadora de um evento que divulga a gastronomia que é um bem imaterial e precisa ser valorizado. Lembrou que o curso de gastronomia da instituição recebeu nota máxima do MEC (Ministério da Educação). “O Pantanal Cozinha Brasil ajuda a promover e a divulgar a gastronomia e a cultura”.

Para o idealizador e organizador do evento, professor João Carlos Caldeira, o evento se consolida no calendário mato-grossense e já está no radar de chefs renomados. “Nesta terceira edição, teremos oficinas com profissionais vindos de São Paulo, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Norte, Goiás, Pernambuco e Rio Grande do Sul. A expectativa é envolver cerca de 700 pessoas por dia, nos locais do evento, e promover um ambiente favorável para troca de conhecimento, geração de oportunidades de negócios e aproximação entre chefs nacionais e os destaques mato-grossenses”.

 

Desenvolvimento econômico

A experiência gastronômica é cada vez mais emocional e, para se tornar relevante na hora da escolha do cliente, os estabelecimentos precisam equilibrar a atração pelo olfato, paladar, visão, hospitalidade, praticidade e bom atendimento. Diante de consumidores exigentes, a inovação e a gestão sustentável entraram para o cardápio como prato principal das empresas.

Leia Também:  Várzea Grande capacita agricultura familiar na produção de derivados do leite

Segundo a Associação Brasileira das Indústrias de Alimentação (ABIA), o setor de Food Service, que engloba todo o serviço de alimentação que é preparado fora do lar, vem apresentando um cenário positivo com um crescimento de 246.2% nos últimos 10 anos, e as vendas da indústria para esse mercado têm crescido, em média, 13,2% ao ano. E já representa um gasto significativo nos orçamentos familiares. A Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF 2008-2009), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostra que há 10 anos pelo menos 1/4 das refeições no Brasil já eram consumidas fora do lar. De acordo com dados do Departamento de Economia da ABIA, em 2004 o consumidor gastava com alimentação fora de casa o equivalente a 25,4% do seu orçamento total. Em 2010, esse custo subiu para 31,2% e em 2017 para 34,5%.

O potencial de consumo em Mato Grosso é estimado em R$ 63 milhões, conforme o Índice de Potencial de Consumo, levantado pelo IPC Marketing, sendo os gastos com alimentação fora de casa o 6º no ranking dos tipos de despesa.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sem categoria

No ato: Homem é preso em flagrante depois de roubar celular de casal

Publicado

na

Policiais militares do 6º BPM de Cáceres (a 225 km de Cuiabá) prenderam nesta quinta-feira (17.09), um homem por roubo, no bairro Parque Nova Era.

Os policiais foram acionados para atender um assalto em andamento. Quando chegaram ao local, encontraram pessoas em luta corporal com o suspeito. 

Com a situação apaziguada, as vítimas, um homem e uma mulher, contaram que tinham sido rendidos pelo suspeito que estava armado e os obrigou entregar o celular.

O cidadão reagiu e tomou a arma do suspeito, mas era uma réplica de pistola e iniciou uma luta com o criminoso. Moradores próximos foram ajudar e acionaram a PM. O suspeito estava com uma bicicleta que também foi apreendida.

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, pelo 190 ou, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.

Fonte: PM-MT
Leia Também:  Bairro Nova Canaã recebe, gratuitamente, oficina de artesanato
Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA