Petrobras e eleições suplementares são os principais destaques desta segunda-feira (4). Confira essas e outras notícias na coluna do JPM

Recomeço

O presidente Michel Temer anunciou Ivan Monteiro como presidente da Petrobras e afirmou que não haverá interferência na política de preços da estatal. Temer fez um pronunciamento no Palácio do Planalto após o engenheiro aceitar o convite para assumir o comando da Petrobras. Pedro Parente, ex-presidente da estatal, pediu demissão na ultima sexta-feira. Ivan é engenheiro de formação, mas fez sua carreira no setor bancário. Era diretor da Petrobras até ser alçado ao comando da empresa.

Greve para quem?

A Petrobras aumentou em 2,25% o preço da gasolina em suas refinarias. De ontem para hoje, o litro do combustível ficou 4 centavos mais caro, ao passar de R$ 1,9671 para R$ 2,0113, de acordo com a estatal. Em um mês, o combustível acumula alta de preço de 11,29%, ou seja, de 20 centavos por litro.

Instabilidade

A demissão de Pedro Parente da Petrobras derrubou as ações da empresa na Bolsa de Valores de São Paulo. Os negócios abriram o dia no azul, mas, às 11h20, quando o comunicado de fato relevante foi enviado aos investidores informando sobre a demissão, as ações despencaram. Dois minutos depois, a Bolsa de Valores suspendeu, por 20 minutos, as negociações dos papéis da Petrobras. A queda das ações da estatal chegou a 21% e, no fechamento do mercado, caíam 14,86%

“Total autonomia”

O Ministério de Minas e Energia divulgou uma nota na qual afirmou que a Petrobras tem “total autonomia” para definir a política de preços dos combustíveis. A pasta, porém, acrescentou ser necessário criar um mecanismo que proteja o consumidor da “volatilidade” do mercado. Os frequentes e até diários reajustes nos preços dos combustíveis, decorrentes da atual política da estatal, estiveram entre os principais fatores que motivaram a greve dos caminhoneiros. Desde julho do ano passado, a Petrobras promove os reajustes com base na variação do dólar e dos preços do petróleo no mercado internacional.

Fake news

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, afirmou  que são falsas as mensagens que têm circulado em redes sociais e aplicativos de celular sobre uma nova greve de caminhoneiros que estaria marcada para hoje. Ele disse ainda que os responsáveis por essas mensagens serão punidos por promoverem a “desordem” e “levando temor à população”. Segundo ele, “o que existe é um movimento de fake news promovido por alguns que estão sendo monitorados e que, a partir de uma ordem judicial, serão detidos porque estão promovendo a desordem e, sobretudo, levando temor à população”, disse.

Lei e ordem

O ministro do Gabinete de Segurança Institucional, Sérgio Etchegoyen, afirmou que o decreto de Garantia da Lei e da Ordem que autorizou as Forças Armadas a atuarem para desbloquear rodovias não deverá ser prorrogado. A GLO foi anunciada depois da crise gerada pelo movimento de caminhoneiros, que bloquearam estradas contra o preço do diesel. A paralisação gerou desabastecimento em diversos estados após a dificuldade no escoamento de produtos. O decreto foi publicado em 25 de maio e perderá validade hoje.

Eleições

A eleição suplementar no Tocantins realizada ontem terá segundo turno. Mauro Carlese (PHS) vai disputar a cadeira de governador com Vicentinho (PR). A eleição ocorreu em razão da cassação do ex-governador Marcelo Miranda (MDB) e de sua vice, Cláudia Lélis (PV), por arrecadação ilícita de recursos para a campanha de 2014. A nova votação está marcada para o dia 24 de junho. Mauro Carlese obteve 30,3% dos votos do estado, enquanto Vicentinho (PR) ficou com 22,2%.Carlos Amastha (PSB) alcançou 21,4% e Kátia Abreu (PDT), 15%.

Candidatura única

Em busca de consolidar o nome de Ciro Gomes (PDT)como à frente de uma candidatura única da esquerda, sua equipe está em conversas avançadas com o PSB e pedetistas já estão de olho no PCdoB, que já admite a possibilidade de desistir da candidatura de Manuela D’Ávilaainda no 1º turno. Presidente do PCdo B, a deputada Luciana Santos (PCdoB-PE) confirma que é possível uma aliança entre os 2 partidos em busca de aumentar as chances da esquerda na disputa.

Sobretaxas

O Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços e o das Relações Exteriores informou em nota que o governo dos Estados Unidos oficializou as cotas e sobretaxas impostas às importações de aço e alumínio brasileiros. As restrições entraram em vigor na última sexta-feira. Em março, o presidente americano, Donald Trump, anunciou as restrições às importações de aço e alumínio de diversos países. A medida busca preservar as indústrias de siderurgia e de alumínio dos EUA. O governo brasileiro tentou ser incluído na lista de países que são exceção à medida, mas as negociações não prosperaram.

Transporte

A Câmara dos Deputados deve analisar nesta semana um projeto que regulamenta o transporte rodoviário de cargas. Considerado um novo marco para a categoria, o projeto é uma demanda dos caminhoneiros ao governo federal para por fim à greve iniciada em 21 de maio contra a alta do preço do óleo diesel. Segundo o relator, Nelson Marquezelli (PTB-SP), o objetivo do projeto é dar mais “segurança jurídica” para o setor. O projeto ainda estabelece multa para a inadimplência do pagamento do frete e endurece as penas para envolvimento em roubo, furtos, e assaltos de mercadorias.

ISS

No Senado, pode ser votada proposta que altera as regras para o recolhimento do ISS que incide sobre aplicativos de transporte, como Uber e Cabify. O objetivo da proposta é garantir que o dinheiro arrecadado com o imposto vá para a o município em que o usuário embarcou no transporte e não somente para as cidades em que a empresa do aplicativo possui sede. Também está na pauta o projeto que traz medidas para reforçar a prevenção e repressão ao contrabando, ao descaminho, ao furto, ao roubo e à receptação de mercadorias.

Boca de urna

Cinco políticos foram autuados em flagrante durante as eleições suplementares para governador do Tocantins. De acordo com o TRE do Estado, as acusações são de compra de votos e transporte irregular de eleitores, além de suspeita de boca de urna. Foram presos o vice-prefeito de Carrasco Bonito, Manoel Messias de Freitas, e o vereador da cidade de Alvorada, Adomilton Leão Costa, do PT. Também foram atuados e devem responder processo o vereador do PPS Adriano Santiago, da cidade de Miranorte; o vice-prefeito de Pium, Domingos Borges, e o vice-prefeito de Dois Irmãos, Lourenço Oliveira da Luz.

Caixa dois

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu ao STF para enviar um inquérito relacionado ao senador José Serra(PSDB-SP) para a Justiça Federal de São Paulo. O inquérito foi aberto para investigar se a construtora Odebrecht pagou caixa dois em campanhas de Serra quando o tucano era governador do estado. Desde que as delações da Odebrecht se tornaram públicas, Serra tem reafirmado que não cometeu nenhuma irregularidade e que todas as campanhas dele foram conduzidas pelo PSDB na forma da lei.

Mais TRFs

Na próxima quarta-feira (6), o Supremo Tribunal Federal deverá retomar um tema que há cinco anos motiva fortes divergências na magistratura: a criação de quatro novos Tribunais Regionais Federais, em Curitiba, Belo Horizonte, Salvador e Manaus.Os quatro novos tribunais foram criados pela Emenda Constitucional nº 73, de junho de 2013, cuja constitucionalidade foi questionada pela Associação Nacional dos Procuradores Federais (Anpaf). O plenário do STF deverá decidir sobre a validade dessa emenda.

Revelação

O pré-candidato do PSOL ao Senado em Brasília, Marivaldo Pereira, conseguiu levantar R$ 100 mil em duas semanas via financiamento coletivo na internet —ou quase seis vezes mais que parlamentares de seu próprio partido, como Jean Wyllys, do Rio. A meta é chegar a R$ 500 mil. Filho de uma diarista, ele é advogado e foi o primeiro negro a ocupar interinamente o Ministério da Justiça no lugar de José Eduardo Cardozo, durante o segundo mandato da petista Dilma Rousseff.

 

Frase do dia

“Continuaremos com a política econômica que, nestes dois anos, retirou a empresa (Petrobras) do prejuízo e a trouxe novamente para o rol das mais respeitadas do Brasil e do exterior”

 Michel Temer, Presidente da República

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *