SE DERAM MAL: Bandidos roubam carro com criança, trocam tiros com Rotam e um morre

Rafael Medeiros Da Redação

Vulgo ‘Cabeção’, morreu após reagir a uma abordagem da Rotam PM. O caso ocorreu  na noite desta sexta-feira (01.05), ‘Cabeção’ morreu a tiros no confronto com a polícia, ele havia acabado de roubar um veículo na rua Major Gama com a Av. 15 de Novembro em Cuiabá.

A polícia recebeu a informação que um veículo, modelo Honda City havia sido roubado na região do Dom Aquino, rapidamente os policiais da Rotam foram em diligências, ao chegar no bairro Despraiado, os policiais depararam com o carro e os suspeitos.

Morreu Vulgo Cabeção

Na abordagem, o suspeito, identificado como Deivid Richard da Silva, 20 anos, tentou reagir e apontou uma arma para os policiais, momento em que os PMS meteram bala, e acertaram um dos bandidos identificado como ‘Cabeção’.

Em seguida, o condutor do carro ainda tentou arrancar, mas não conseguiu sair do local.

Os suspeitos desceram do carro e se jogaram no chão, momento em que foi visualizado que Deivid estava feriado. Uma equipe médica foi acionada para realizar o socorro e ele foi levado para Pronto Socorro de Cuiabá.

Além de “Cabeção”, também estava no veículo Deivid Richard da Silva, 20 anos, A.A.M.R., vulgo “De Menor”, 17 anos. No carro, foi encontrado um revólver Taurus calibre 38 com cinco munições.

David e o Menor foram encaminhado para Central de Flagrantes e Cabeção veio a óbito na unidade de saúde.

DETALHES DA OCORRÊNCIA: 

A vítima do roubo de um Honda City cinza, estava com a filha de 7 anos na cadeirinha do bando de passageiro no momento em que foi vítima do assalto.

Ao delegado Rodrigo Azem, a proprietária do veículo, uma contadora de 42 anos, relatou que por volta das 19h30, estava dirigindo o Honda City em direção à sua casa, quando parou no semáforo da Rua Major Gama esquina com a Avenida 15 de Novembro. Com o semáforo fechado e vários veículos parados, 3 indivíduos atravessavam a rua, sendo que um deles, de camisa azul, parou em frente ao seu carro, colocando a mão no capô, sacando uma arma de fogo e a apontando para a vítima.

Em seguida, os outros dois criminosos foram para as portas de passageiros e a mandaram descer do carro. Ela abriu a porta e pediu que pudesse retirar sua filha da cadeirinha. Os bandidos a permitiram retirar apenas a criança e deixar todos os pertences no carro.

Logo após pegar sua filha, os bandidos fugiram no carro pela avenida 15 de Novembro, sentido Porto. No interior do carro, foram levados também sua bolsa com documentos pessoais, celular Samsung J7, R$ 300 em dinheiro, cerca de R$ 150 em compras de supermercado e a cadeirinha da filha.

A contadora foi até o local e encontrou seu carro todo danificado, alvejado de disparos da troca de tiros entre policiais e bandidos, pneu estourado, vidros quebrados. A bolsa com os demais pertences não foram encontrados, nem mesmo a cadeirinha da criança. O veículo foi encaminhado pelo guincho para a delegacia, onde a vítima reconheceu dois dos suspeitos, sendo que um deles, A.A.M.R. é menor de idade. Após todo o transtorno, a mulher somente conseguiu deixar a delegacia após as 3 horas da madrugada deste sábado (2).

Em relação ao menor de idade apreendido na ação, este não quis identificar pais ou responsáveis para o representarem junto à autoridade policial que, em checagens, não encontrou antecedentes criminais contra ele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *