PM impede dois furtos a agências bancárias em Cuiabá

A ação rápida da Polícia Militar (PM-MT) impediu o furto a duas agências bancárias, em Cuiabá, na madrugada desta terça-feira (29.05). Na primeira ação, os profissionais chegaram a agência no bairro Jardim Aclimação após receber chamado do Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), com a informação de que o alarme estava disparado.

Ao chegar ao local, os militares notaram que havia muita fumaça no interior da unidade bancária. Neste instante quando os policiais detectaram que as portas do estabelecimento tinham sido arrombadas, foi solicitado apoio do Batalhão de Operações Especiais (Bope) para entrar na agência. Apesar da ação criminosa, nenhuma quantia em dinheiro foi levada e ninguém foi preso.

Outra tentativa de furto ocorreu em uma agência bancária no bairro Jardim Europa, também em Cuiabá. Durante a ronda, os policiais notaram uma movimentação no interior do banco e foram checar se havia alguma ocorrência. Neste momento, os suspeitos reagiram, atiraram contra os policiais e tentaram fugir. Um suspeito foi preso.

Dentro do banco, os policiais encontraram uma mochila preta com mais de R$ 144 mil em dinheiro e os equipamentos utilizados para arrombar os caixas eletrônicos. O suspeito foi encaminhado para a delegacia e a ação será investigada pela Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO).

O comandante geral da Polícia Militar, coronel PM Marcos Vieira da Cunha, ressalta que a corporação está atendendo todas as demandas sem prejuízos. “A Polícia Militar está a postos, com escala de ações adaptada para que não haja prejuízos para a sociedade mato-grossense”, explica.

O secretário de Estado de Segurança Pública, Gustavo Garcia, destaca a atuação forte do policiamento. “Nós estamos garantindo segurança a todos, reduzindo os índices de criminalidade, evitando roubos e furtos, como estas duas ocorrências, por exemplo. Vamos reforçar o nosso trabalho preventivo e as investigações irão se concentrar nesses dois casos, de modo a buscar os demais autores dos crimes”.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *