Hospital Metropolitano implanta pulseira de identificação do paciente

O sistema, que é resultado de uma parceria com acadêmicos de Enfermagem da Univag, será apresentado às 14h, durante o encerramento da 7ª Semana da Enfermagem.

Os pacientes do Hospital Metropolitano “Lousite Ferreira da Silva”, de Várzea Grande, passarão a usar pulseira de identificação a partir desta quarta-feira (23.05). O sistema, que é resultado de uma parceria com acadêmicos de Enfermagem da Univag, será apresentado às 14h, durante o encerramento da 7ª Semana da Enfermagem.

Katiucia Lima, responsável técnica de Qualidade e Segurança do Paciente do Metropolitano, explica que a identificação do paciente é muito importante para garantia da segurança no processo assistencial e é uma prioridade do diretor do hospital, Alexandre Beloto Magalhães de Andrade.

“Essa ação é o ponto de partida para a correta execução das diversas etapas de segurança em nossa instituição. Em qualquer situação, mesmo naquelas em que o paciente não pode responder por si mesmo, isso garante o atendimento correto para a pessoa correta”, afirma.

O processo de identificação do paciente deve ser capaz de identificar corretamente o indivíduo como sendo a pessoa para a qual se destina o serviço (medicamentos, sangue ou hemoderivados, exames, cirurgias e tratamentos).

Em geral, observa Katiucia Lima, esse processo exige pelo menos dois diferentes parâmetros, tais como nome completo, número de identificação do prontuário ou data de nascimento, de acordo com o que preconiza a Portaria MS 529/2013.

A 7ª Semana da Enfermagem “Cuidando com o coração”, organizada pela Coordenação Assistencial, pelo Núcleo de Educação Permanente em Saúde e Núcleo de Qualidade e Segurança do Paciente da unidade, teve início na segunda-feira (21), segue com pogramação hoje (23).

Segundo a enfermeira Michelli Fujii Kimura, do núcleo de Educação Permanente, que a programação incluiu, além daa utilização das pulseiras de identificação para segurança do paciente, minicurso sobre prevenção e tratamento de lesões, feridas, abordando novas tecnologias.

A Semana da Enfermagem também é uma oportunidade de reconhecer o trabalho da enfermagem junto à equipe multidisciplinar do hospital como explica Ronei Nogueira Ferraz, enfermeiro que também integra o núcleo de Educação Permanente.

“Isso considerando que a equipe de enfermagem do Hospital Metropolitano desempenha papel importante e fundamental para o bom desenvolvimento e alcance dos objetivos da instituição”, ressaltando ainda a árdua missão de ser um profissional de enfermagem no cuidado, manutenção e preservação diária da saúde.

A equipe de enfermagem do hospital também pode participar das rodas de conversa “Cuidados de Enfermagem no Tratamento de Lesão por Pressão” com a participação de acadêmicos de Enfermagem da Unic e “Cuidados Cirúrgicos” com alunos do curso de Técnico de Enfermagem do Cetem.

Também foram realizados momentos Auricoterapia, massagem Quick e Reike, limpeza facial, design de sobrancelha com alunos de Estética do Cetem, sorteio de brindes e no encerramento, às 16h desta quarta, entrega da Medalha Honra ao Mérito “Lousite Ferreira da Silva”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *