Centro de detenção amplia atendimento educacional

Novo local possui 146 m² e tem capacidade para mais 50 recuperandos

A unidade prisional da cidade de Pontes e Lacerda (442 km a oeste de Cuiabá) inaugurou nesta segunda-feira (07.05) uma sala de aula. O local possui 146 m² e tem capacidade para receber 50 recuperandos. A sala é resultado de uma parceria entre a unidade, o Conselho da Comunidade e o Ministério do Trabalho.

O valor estimado da obra foi de R$ 86 mil. O recurso, oriundo de transação penal, foi repassado pelo Poder Judiciário e o Ministério do Trabalho para o Conselho da Comunidade, que adquiriu os materiais para construção. Em contrapartida, a unidade designou 20 internos para edificação da sala.

De acordo com o diretor da unidade, Nelson Ortega Silva, com essa nova sala, o centro de detenção passa de duas para três salas para atender os 115 reeducandos matriculados na Escola Estadual Nova Chance e na turma de alfabetização do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT).

“As salas de aulas são investimentos importantes na vida dos recuperados porque representam uma chance de eles avançarem no processo educacional e na ressocialização. Além disso, elas também poderão ser utilizadas para palestras, assistência religiosa, entre outras coisas”, explica Nelson.

 

 

Atividades de ressocialização

O diretor entende que, além da educação convencional, é necessário também envolver os recuperandos em outras atividades profissionalizantes, com a oferta aos reclusos de capacitações e oportunidade de trabalhos interno e extramuro. “Esses tipos de atividades possibilitam alternativa de renda fora da criminalidade e oferece ao interno uma chance de mudança”, acredita Nelson.

Ele informa que cerca de 10 reeducandos trabalham na horta e marcenaria, instaladas nas dependências da unidade. Os produtos da horta atendem ao Hospital Santa Casa da cidade. Já os materiais confeccionados na marcenaria são destinados para reforma e construção de móveis públicos, como creches, escolas, canil e assistência social.

Há ainda recuperandos que já realizaram outros trabalhos, como reforma da Delegacia Regional, do Centro Integrando de Segurança e Cidadania (Cisc) da cidade e da Secretaria Municipal de Saúde.

“Temos também uma parceria com o Senai que já resultou em cursos de pedreiro, pintor, instalações elétricas, instalador hidráulico, corte e costura e artesanatos”, conta Nelson, acrescentando que um novo curso será iniciado na unidade, o de assentador de cerâmica, que começará nesta quarta-feira (09.05) com a presença de 20 reeducandos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *