VOZ DO POVO: Após pressão popular, vereadores desistem de 13° salário em Nova Ubiratã MT

Rafael Medeiros Da Redação

Uma ‘prensa’ do povo, assustou os vereadores do município de Nova Ubiratã (a 478,5 km de Cuiabá), a Câmara de Vereadores da cidade revogou, por unanimidade, o projeto de lei que concedia o benefício do 13º salário aos nove vereadores ativos.

Caso fosse aprovado, o projeto resultaria em um aumento de gastos de R$ 37,8 mil ao ano.

Na oportunidade, também foram revogados o pagamento de 13º salário ao chefe do executivo, Valdenir José dos Santos, e da vice-prefeita, Eliani de Freitas Roman Ross.

Somados, ambos os poderes, os cortes representam uma economia de R$ 253 mil em apenas três anos.

A reportagem do Jornal do Ônibus, procurou o presidente do legislativo, Heder Sais Machado, que justificou a revogação do projeto como sendo motivado pela queda na arrecadação, unida à pressão popular e da imprensa, que deu ampla notoriedade à manobra política.

“Nós nem chegamos a receber o valor, mas houve uma pressão popular e também a redução do duodécimo [repasse feito pela Prefeitura Municipal]. Por isso, decidimos revogar todos os benefícios”, argumentou.

Atualmente, a prefeitura repassa aos cofres da câmara mais de R$ 2,4 milhões por ano, o que corresponde R$ 206 mil ao mês.

De acordo com o prefeito Valdenir, o corte dos benefícios vem ao encontro da queda de arrecadação registrada pelo município no último ano.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *