Destaque

Simininas do Sucuri recebem apresentação do Flor Ribeirinha em tarde interativa

Publicado

na

As 48 meninas atendidas pelo programa Siminina da unidade do Sucuri (zona rural da Capital), foram contempladas com uma tarde cheia de musicalidade nesta quarta-feira (21).  Ao som do Siriri, as meninas assistiram a uma graciosa apresentação do tradicional grupo Flor Ribeirinha, que entoaram cinco belas canções, contagiando a plateia.

O evento marca o início da programação interativa do Siminina, que tem por objetivo desenvolver as habilidades socioemocionais, cognitivas, sensório-motoras e de comunicação das meninas. Segundo a coordenadora do programa, Dalma Beatriz Monteiro, a ideia é envolver cada vez mais as simininas no contexto cultural local, despertando nelas o interesse pelas artes, dança e música, de maneira que o processo educacional seja aplicado em conjunto com esta base e ajude-as no aprendizado.

“Estamos buscando promover uma transformação nessas atividades extraclasse que as meninas recebem. Desmistificar que estudar é pesado, maçante, tem sido nosso desafio dentro do contexto atual, pois existe toda uma cultura enraizada, e a inclusão de um trabalho com arte, desperta o olhar das meninas para uma realidade nova, onde elas começam a acreditar que têm potencial e podem promover as mudanças necessárias para uma vida com mais qualidade”, disse Dalma.

A coordenadora também destacou a importância do trabalho do Flor Ribeira para o processo de inclusão social das pessoas em vulnerabilidade. “Um grupo com uma linda história de luta e perseverança, que representa tão bem nossa cultura. Além disso, o grupo ainda tem à frente uma mulher guerreira, a Domingas, um reflexo de confiança e determinação. Creio que melhor exemplo de superação não há, para auxiliar no processo de transformação de vida das meninas. Agradeço em nome da primeira-dama Márcia Pinheiro e toda equipe Siminina, pela disposição de todos em proporcionar este momento maravilho à nossas pequenas”, ressaltou.

Leia Também:  Hospital Santa Rosa promove terceira edição do Curso de Gestantes

Para a líder do grupo, a dona Domingas Leonor, participar desses momentos só engrandece a história do Flor. Domingas, que completou mais um ano de vida nesta quarta-feira, contou às meninas um pouco de sua caminhada e como venceu os obstáculos encontrados durante sua trajetória.

“Poder estar aqui, hoje, é de uma alegria imensurável. Olho para cada rostinho e me vejo neles. Poder proporcionar estes momentos para elas só confirma que valeu a pena ter lutado, enfrentado tudo nesta vida. A caminhada foi árdua, cheia de espinhos, mas não desisti. Perseverar diante dessas dificuldades, mostra para a vida que você não tem medo das derrotas, pois são elas que nos dignificam para a vitória. Então, nós, do Ribeirinha, é que agradecemos por mais essa oportunidade”, destacou Domingas.

Além de assistirem à apresentação, as meninas também interagiram com os integrantes do grupo. Na ocasião, elas cantaram e dançaram os acordes da viola de cocho, no ritmo da famosa música “Nandaia Nandaia”. Quem estava no meio do agito, toda sorridente, foi a siminina Rosimeire Gomes, de 12 anos. A estudante do 7º ano do ensino médio disse que as atividades extraclasse que está recebendo vem auxiliando no seu desenvolvimento escolar e que a musicalidade do Flor despertou nela uma sensação de querer estar em um contexto de vida melhor.

Leia Também:  TABAGISMO: Mato-Grosso registra 420 novos casos de câncer no pulmão

“Tenho gostado muito de estar aqui no programa. Me sinto feliz quando converso com minhas colegas, faço as atividades. Isso me faz chegar em casa mais calma. Quando vi o grupo, me encantei com as cores e  maneira que todos dançam. São animados, simpáticos. Me imaginei ali dançando com eles,” expos  Rosimeire.

A apresentação do Flor Ribeirinha continua durante esta semana.  Nesta quinta-feira (22) a dança e musicalidade vai contemplar a unidade do distrito da Guia e na sexta-feira (23) no Jardim Fortaleza, a partir das 15 horas.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Prefeitura mantém canal 0800 e via e-mail para tirar dúvidas sobre a Covid-19

Publicado

na

A Prefeitura de Cuiabá informa que ainda mantém os canais de comunicação via telefone e e-mail para quem quiser sanar quaisquer dúvidas que a população cuiabana possa ter a respeito da campanha de imunização “Vacina Cuiabá – sua vida em primeiro lugar”, contra à Covid-19.

O número para atendimento via telefone é o 0800 645 01 56. Já pelo e pelo e-mail, está disponível o ouvidoria.cuiaba@cuiaba.mt.gov.br

Além disso, a Secretaria Municipal de Saúde ressalta que há postos de atendimento no Centro de Eventos do Pantanal, Sesi Papa e UFMT, geridos pela Ouvidoria Geral do Município (OGM), onde também ocorre a vacinação. Nos locais, o munícipe tem total acesso ao exercício da cidadania, podendo formalizar sugestões, reclamações, elogios ou denúncias sobre o serviço ofertado.

O atendimento nas estruturas itinerante funciona durante os sete dias da semana, no período das 8h às 18h. Para garantir que o local conte sempre alguém disponível para o recebimento da demanda, a Ouvidoria Geral montou uma escala de trabalho com sete servidores. Além disso, seguindo a determinação da Lei de Acesso à Informação (LAI), Lei nº 12.527, é garantido total anonimato ao cidadão.

Leia Também:  TABAGISMO: Mato-Grosso registra 420 novos casos de câncer no pulmão

Somado a esse posto de atendimento, a OGM continua também recebendo as manifestações dessa e de outras áreas pelo 0800 645 01 56 e e-mail: ouvidoria.cuiaba@cuiaba.mt.gov.br, e em sua sede, localizada Av. Mato Grosso, nº 453.

Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA