Destaque

Telessaúde realiza capacitação para telediagnóstico em eletrocardiograma

Publicado

na

O Telessaúde, uma parceria entre o Hospital Universitário Júlio Muller (HUJM) e a Secretaria de Estado de Saúde (SES/MT), realiza na próxima semana a capacitação de 31 enfermeiros e técnicos de enfermagem da rede básica de saúde de 20 municípios mato-grossenses para a realização de telediagnóstico em eletrocardiograma.

Em Cuiabá, a capacitação será realizada nos dias 19 e 20 de fevereiro (segunda e terça-feira) no Hospital Universitário Julio Muller e, em Sorriso (Norte do estado), nos dias 22 e 23 (quinta e sexta) na Universidade Aberta do Brasil e Ambulatório de Especialidades, sempre com início às 8h.

Dentre os 20 municípios, 15 já realizam o exame ECG online com laudo realizado pelo Núcleo Telessaúde MT, e cinco municípios iniciarão a realização do exame.

De acordo com a coordenadora do Núcleo Telessaúde MT, Maria Conceição da Encarnação Villa, a partir da capacitação o Núcleo Telessaúde Mato Grosso vai aderir à oferta nacional de telediagnóstico em que os laudos de eletrocardiograma passarão a ser realizados pelo Núcleo de Telessaúde de Minas Gerais, que oferecerá maior agilidade no laudo e possibilidade de adesão futura de todos os municípios do Estado, com custeio pelo Ministério da Saúde.

O primeiro dia terá em sua programação a parte teórica sobre a oferta nacional de telediagnóstico e sua operacionalização em Mato Grosso e como realizar o exame. Já no segundo dia será aplicada a parte prática com realização de eletrocardiograma de pacientes agendados por meio da Central de Regulação.

Leia Também:  OAB-MT promove Semana de Combate à LGBTFobia

Os profissionais terão oportunidade de aprimorar a técnica de realização do exame e aprenderão como utilizar a nova Plataforma de telediagnóstico para envio do exame e recebimento do laudo via internet.

A programação da capacitação foi feita em conjunto pelo Núcleo Telessaúde do Hospital das Clínicas de Belo Horizonte (MG) e Núcleo Telessaúde de Mato Grosso.

Serão responsáveis por ministrar a capacitação dois profissionais do Núcleo de Minas Gerais, a enfermeira Helen Lisboa Alves e o técnico em Tecnologia da Informação (TI) Carlos Henrique de Souza, além do técnico da Universidade Federal do Rio Grande do Norte Emerson Costa Silva, que desenvolveu a Plataforma Nacional de Telediagnóstico e equipe do Núcleo Telessaúde MT.

Valdelírio Venites,  Maria Conceição E. Villa e Silvia Missora karakawa, do Núcleo Telessaúde MT, apresentarão a proposta a ser desenvolvida no Estado e o funcionamento do serviço.

Municípios que serão capacitados em Cuiabá: Alto Boa Vista, Nova Marilândia, Nova Xavantina, Querência, Santo Afonso, Santo Antônio do Leste, Santo Antônio do Leverger, Araguaiana, Arenápolis, Sapezal, Novo Santo Antônio, Vila Rica e Cocalinho, totalizando 25 participantes.

Leia Também:  NATUREZA: Ciclone surpreende moradores em MT

Já os municípios que serão capacitados em Sorriso são Ipiranga do Norte, Nova Mutum, São José do Rio Claro, Novo Horizonte do Norte (dois equipamentos com participação de quatro profissionais), Porto dos Gaúchos (quatro equipamentos com participação de oito profissionais) e o próprio município de Sorriso (quatro equipamentos com participação de 11 profissionais)

O Telessaúde

É um programa implantado há três anos em Mato Grosso, e que consiste em ofertar teleconsultorias, telediagnóstico e cursos aos profissionais da rede pública de saúde, por meio de uma plataforma na internet.

O Telessaúde evitou que 50% dos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) atendidos nas Unidades Básicas de Saúde e que o médico tinha intenção de encaminhar, entrassem na fila da regulação em busca de serviços especializados em 2017.

E ao qualificar 8.103 profissionais de saúde servidores estaduais e municipais de Mato Grosso pelo Tele Educa MT (unidade de tele-educação do programa Telessaúde Mato Grosso), a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) deixou de gastar R$ 6 milhões somente no ano passado.

 

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Temperatura sobe ainda mais em Cuiabá e pode atingir 47ºC no final de semana

Publicado

na

Por Fabiana Mendes |O calor continua predominando em Cuiabá mesmo após registro de chuvas isoladas na região metropolitana. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), a temperatura pode subir ainda mais e atingir a máxima de 47ºC no próximo final de semana.

Nesta quarta-feira (30), a mínima prevista é de 26ºC, podendo a máxima atingir 42ºC. A umidade relativa do ar fica baixa e pode chegar a 10%. A máxima é de 45%.

Nesta quinta-feira (1), os termômetros ficam entre 25ºC e 41ºC. Já a umidade relativa do ar entre 15% e 50%. Em ambos os dias, o céu está com predomínio do sol e presença de nevoa seca.

A temperatura continua subindo na sexta-feira (2) e pode chegar a máxima de 44ºC. A previsão estima mínima de 26ºC e dia claro com nevoa seca. A umidade fica entre 10% e 60%.

No sábado (3), com umidade mínima de 10%, a Capital pode registrar a máxima 45ºC. O domingo (4) será o dia com temperatura mais alta, conforme o INMET, que estima máxima de 47ºC e umidade relativa do ar em 10%.

Os níveis de umidade relativa do ar ficam abaixo do recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Diante desse quadro, a Defesa Civil de Cuiabá alerta a população para os cuidados que se deve tomar. Confira:

– Evitar a prática de atividades físicas (exceto natação) ao ar livre e exposição ao sol entre as 10 e 16 horas, especialmente entre as 12 e 15 horas, período de maior calor do dia, quando a umidade do ar fica mais baixa.

– Aumentar a ingestão de líquidos, que podem ser água, sucos, frutas aquosas (melancia, melão, laranja), chá, entre outros.

– Colocar vasilhas ou baldes com água nos ambientes, ou mesmo toalhas molhadas nas janelas. Se disponível, usar umidificador de ambiente, para melhorar o nível de umidade do ar.

– Na alimentação, procurar usar alimentos mais leves, com muitas folhas (saladas) e legumes (quanto mais aquoso melhor, tomate, chuchu, abobrinha) evitando produtos industrializados e enlatados, aumentar a oferta de sucos naturais, água de coco e frutas com alto teor de água (melancia, maça, laranja, melão, uva, tangerina, manga, caju).

– Notando sinais de desconforto ou sinais de dificuldade na respiração, desânimo e abatimento, o auxílio médico deve ser procurado de imediato.

– Não queimar o lixo ou as folhas secas.

Fonte: Olhar Direto
Leia Também:  Sede do Incra em Cuiabá é ocupada por sem-terra e expediente está suspenso
Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA